Brasília, 13 de dezembro de 2018 - 19h40

Política Externa

09 de janeiro de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - A presidente Dilma Rousseff visitará Havana no dia 31 de janeiro e Porto Príncipe em 1º de fevereiro, em sua primeira viagem ao exterior em 2012. Em março, estará em Lima para reunir-se com o presidente peruano Ollanta Humala.



Em Cuba, Dilma se reunirá com o presidente Raúl Castro com quem deve discutir a participação do Brasil no processo de modernização da economia cubana.



Havana conta com os recursos oferecidos pelo ex-presidente Lula para concluir as obras do porto de Mariel, obra considerada estratégica para a economia interna.



Raúl Castro completa seis anos de poder e Cuba segue com duas moedas: uma para os cubanos (CUC)) e outra para os turistas (US$). Na prática, pouca coisa mudou desde que Fidel Castro se afastou (?) do poder.



O irmão de Fidel tenta implementar 313 medidas para aliviar as finanças do Estado. Serviços de restaurante, por exemplo, há vários. Com Fidel, era ilegal e razão suficiente para levar à prisão o "rebelde".



Entre as medidas adotadas por Raúl Castros está a permissão para a criação de empresas, compra e venda de carros e casas, e acesso a créditos bancários. O governo publicou uma lista com as 178 atividades autorizadas aos novos empreendedores.



No entanto, a oposição critica o governo. Apenas os funcionários do governo, artistas e aqueles que recebem remessas do exterior, têm condições de participar deste comércio. O restante dos cubanos segue na miséria.



Centenas de cubanos tiveram de devolver as licenças para abrir um negócio porque os impostos seguem altos demais.



Os trabalhadores privados são 360 mil num país com 11,2 milhões de habitantes.



De acordo com cubanos que vivem em Havana, o governo apertou a repressão para evitar qualquer mínima tensão social junto à população. Nada de "Primavera Árabe" por lá.



Para controlar as críticas que também vêem dos comunistas mais antigos, Raúl Castro explica que não são reformas, mas atualizações que está implementando no país e que todas as medidas seguem a linha proposta por Fidel.



Haiti



No Haiti, a presidente quer aprofundar a cooperação brasileira nas áreas de saúde, educação e agricultura.



A presidente deve ainda confirmar o seu apoio à construção de uma usina hidrelétrica no Haiti. O projeto do Exército é antigo, mas ainda não saiu do papel. A usina de Artibonite irá gerar energia para Porto Príncipe.



Além disso, Dilma Rousseff quer discutir imigração com o presidente haitiano Michel Martelly. Ela está preocupada com a migração de haitianos para os estados do Acre e Amazonas, vítimas de traficantes que usam a República Dominicana e o Equador como pontes para desembarcá-los no Brasil.



Na cidade de Basiléia (AC), na fronteira com o Peru, vivem 1.250 haitianos.



Educação



No dia 12, o governo da República Dominicana entregará a Universidade Estatal do Haiti construída em Limonade, próxima a Cabo Haitiano. Trata-se de uma doação do governo dominicano ao país vizinho.



A Universidade Estatal do Haiti tem 400 metros quadrados e está dotada de quatro edifícios com 18 salas de aula, laboratórios, salões, biblioteca, alojamentos e um moderno refeitório que poderá atender aos dez mil alunos que freqüentaram a instituição nos três períodos.



O embaixador da República Dominicana no Haiti, Rubén Silié Valdez, terá um escritório no local.



A Universidade foi construída na região conhecida como Caracol onde organismos internacionais e diversos países pretendem construir um complexo industrial com uma zona franca, uma central elétrica, um hotel e cinco mil casas.



Enquanto isso, a cooperação cubano-venezuelana avança na construção do aeroporto internacional de Cabo Haitiano para impulsionar o turismo no norte do Haiti.

Assuntos estratégicos

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Brasília – O Projeto de Lei que proíbe a concessão de visto e determina a...
Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasília – O governo federal, por meio da Agência Espacial Brasileira (AEB) quer...
Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...