Brasília, 19 de novembro de 2018 - 06h20
Direita e esquerda se articulam na América Latina

Direita e esquerda se articulam na América Latina

11 de julho de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – Entre os dias 15 e 17 de julho, Havana será a sede da 24ª edição do Foro de São Paulo, movimento criado nos anos 90 com o objetivo de reunir as organizações de esquerda da América Latina em torno de um projeto de poder alternativo ao neoliberalismo. No dia 28, em Foz do Iguaçu (PR), será a vez da Cúpula Conservadora inaugurar o seu primeiro encontro, como contraponto aos chamados “progressistas” e que terá o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ), como uma das principais estrelas.

O Foro de São Paulo centrará suas atenções contra o que seus organizadores chamam de “campanhas desestabilizadoras” contra Venezuela e Cuba, o bloqueio norte-americano contra a Ilha, a prisão do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, as tentativas de desestabilização política na Nicarágua, e o isolamento político de Evo Morales, na Bolívia.

Mônica Valente, Secretária-Executiva do Foro de São Paulo, informou que “ante a situação que vive a América Latina é necessário criar uma grande onda antineoliberal e anti-imperialista e construir estratégias de unidade”, explicou. Valente, que é também a Secretária de Relações Internacionais do PT, confirmou que o Foro irá centrar as discussões no que chamou de “perseguição política contra Lula”.

Ela lembrou que Lula e Fidel Castro foram os líderes esquerdistas que deram forma ao Foro de São Paulo, organização que chegou a reunir mais de uma centena de partidos e grupos latino-americanos, inclusive a guerrilha colombiana das FARC.

Para o intelectual argentino Atilio Borón, “o retorno a Cuba do Foro de São Paulo mostra a disposição da região no enfrentamento contra a direita. Além disso, trata-se de um reconhecimento ao papel de Havana como facilitador do processo de paz na Colômbia”, afirmou.

Durante o Foro de São Paulo, representantes de partidos e movimentos de esquerda irão debater ainda acerca da eleição, no México, de Andrés Manuel López Obrador, a renúncia do ex-presidente peruano Pedro Paulo Kuczinsky, e as crises no Brasil e na Argentina.

Será realizado paralelamente, o terceiro encontro entre partidos de esquerda da Europa e da América Latina e o Caribe.

Foz do Iguaçu

No dia 28, o Centro de Convenções de Foz do Iguaçu (PR) receberá cerca de três mil pessoas para a primeira edição da Cúpula Conservadora, movimento que nasceu no Brasil para fazer o contraponto ao Foro de São Paulo. Os deputados Fernando Francischini (PSL-PR) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) organizam o evento.

Além do candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL-RJ), também têm participação confirmada o economista Paulo Guedes, o general Augusto Heleno, o escritor Olavo de Carvalho, e o Príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, ativista político e líder do movimento Acorda Brasil.

Os organizadores informaram que participarão convidados do Brasil, Paraguai, Chile, Colômbia e Estados Unidos em quatro mesas-redondas que abordarão diferentes aspectos relacionados com a economia, segurança, cultura e política.

Ao final do encontro, será aprovada a Carta de Foz com os princípios defendidos pela direita no Brasil e na região. “Até porque a ideia é, com a eleição do Bolsonaro, formar um novo eixo político, econômico e cultural na região”, afirmou o deputado Fernando Francischini.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...