Defesa

Livre Comércio
04/04/2006
Rio + 15
04/04/2006

Aviação Militar

EADS completa primeira fase de testes do novo sistema de reabastecimento aéreo

A EADS, empresa líder global nos setores aeroespacial, de defesa e serviços relacionados, informou que foi completado com sucesso, a primeira fase do programa de testes em vôo do ARBS [Sistema de Sonda para Reabastecimento Aéreo], após três anos de projeto.

Durante esse período, a EADS investiu no desenvolvimento e produção de uma nova geração de sondas de reabastecimento aéreo, e os resultados preliminares realizados na Espanha pela EADS/CASA, mostraram que a instalação da sonda de reabastecimento não altera as características de operação e capacidade de manobra das aeronaves.

Segundo a empresa, o programa de testes de vôo, que teve como função demonstrar a performance da nova sonda instalada em um Airbus, permitiu executar a operação de reabastecimento com um caça F-16.

A primeira fase do programa, com o mastro da sonda retraído, começou com o primeiro vôo em 16 de março de 2006 e terminou no dia 30, quando foi realizado o sexto e último teste em vôo.

Ainda de acordo com a EADS, ”esta primeira fase do programa teve três objetivos: validar o envelope de operações da aeronave em relação aos efeitos de flutuação e vibrações não amortecidas e checar se todas as operações de vôo da aeronave também estavam livres de vibrações ou flutuações. avaliar a capacidade de manobras do avião com o mastro da sonda retraído. e checar a capacidade de influência do mastro na entrada de ar da Unidade Auxiliar de Potência [APU]”.

Os primeiros resultados mostraram que a plataforma da aeronave e a estrutura do equipamento de reabastecimento estão livres de qualquer tipo de vibração ou flutuação.

Além disso, a influência da instalação do mastro nas propriedades de manejo do avião são mínimas, e não há interferência na entrada de ar da APU.

Estes resultados, explica a empresa, significam um grande passo no desenvolvimento do ARBS, sistema que coloca a EADS à frente da tecnologia empregada no reabastecimento aéreo.

O ARBS também dispõe de controles de vôo fly by wire, incluindo um sistema automático de ajuste de peso total da aeronave, o que otimiza o processo de abastecimento e a capacidade de controle.

A vazão máxima, aproximada, de combustível é de 1200 US gal./min. O Operador Remoto de Reabastecimento Aéreo[RARO], localiza-se numa estação no cockpit, de onde controla todo o processo de reabastecimento no ar através de um sistema de visão 3D artificial.

Em 2005, A EADS gerou um rendimento de €34,2 bilhões e empregou cerca de 113 mil pessoas. O grupo engloba a fabricante de aviões Airbus, a Eurocopter – maior fabricante de helicópteros do mundo e tem participação acionária na MBDA, empresa líder em sistemas de mísseis.

É também a maior parceira no consórcio Eurofighter, e líder do consórcio Ariane. desenvolve a aeronave militar A400M e é a maior parceira industrial do Galileo, sistema europeu de navegação por satélite.

No Brasil, a EADS mantém contratos para o fornecimento de aviões de transporte e a revitalização do P-3 da Força Aérea Brasileira [FAB]. A empresa está presente no país, há 28 anos, quando iniciou sua presença por meio da Helibras.

Atualmente, também é acionista da Embraer e desenvolve parcerias de longo prazo com clientes como a TAM, as Forças Armadas, a Polícia Federal, a Agência Espacial Brasileira, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e as forças policiais estaduais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *