Brasília, 20 de outubro de 2018 - 21h46

El Salvador defende retorno de Honduras à OEA

11 de agosto de 2010
por: InfoRel

O presidente de El Salvador, Mauricio Funes, defendeu a reintegração de Honduras à Organização dos Estados Americanos (OEA), de onde o país foi expulso em junho de 2009.



Ele lembrou que El Salvador foi um dos primeiros a condenar o golpe de Estado em Honduras, “porque significava o retorno à intervenção militar na América Central”.



Recentemente, Honduras foi readmitida no Sistema de Integração da América Central (SICA) com apenas um voto contrário, da Nicarágua.



Chile, Colômbia, México e Peru reconhecem o governo eleito de Porfírio Lobo. Argentina, Bolívia, Brasil, Equador e Venezuela, não.



O Brasil condiciona o retorno de Honduras à OEA à retirada de todos os processos contra o presidente deposto Manuel Zelaya e a sua volta à vida política hondurenha.



Funes explicou que Honduras foi readmitida no SICA com base em três exigências: o estabelecimento da democracia, o combate à violência e o crime organizado, e a luta contra a pobreza e as desigualdades.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...