Brasília, 13 de dezembro de 2018 - 19h40

Eleições: conveniência e oportunismo

05 de outubro de 2010
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Marcelo Rech



Nesta quinta-feira, 7, teremos o início da propaganda eleitoral gratuita para o segundo turno das eleições presidenciais.



Os dois candidatos finalistas miram o capital político de Marina Silva de quase 20 milhões de votos.



No entanto, não devemos nos iludir com mais e mais promessas.



Dilma Roussef está longe de ser uma defensora do meio ambiente ou da ética na política e José Serra acredita que o mundo gira entorno do próprio umbigo.



Será uma tremenda decepção ver Marina abraçada a qualquer um deles.



O segundo turno será marcado pela conveniência e o oportunismo.



Não teremos debate sério e muito menos, candidatos transparentes.



O político sério estaria analisando cuidadosamente os números.



Mais de 24 milhões de brasileiros não votaram. Quase dez milhões anularam ou votaram em branco.



Protestaram, deixaram claro que não se sentiam representados.



Somados àqueles que justificaram o voto, temos um contingente próximo aos 50 milhões. Isso num colégio eleitoral de 135 milhões de brasileiros.



Apesar da mensagem clara saída das urnas, os finalistas devem manter a postura artificial e o discurso fácil de saúde, emprego, educação e segurança.



Temas complexos e fundamentais continuarão à margem da agenda.



Reformas estruturantes só depois da formação do novo governo quando o (a) eleito (a) terá de mostrar excepcional habilidade na distribuição dos cargos.



Muito provavelmente, teremos um Legislativo ainda repleto de suplentes, pois deputados e senadores serão chamados a ocupar espaços nos âmbitos federal e estadual.



Apenas uma questão será urgente: a votação do Orçamento para 2012.



O Partido dos Trabalhadores fez maioria na Câmara e no Senado que é onde são dadas as cartas na política, mas o PMDB, não deixará barato o seu apoio à chapa de Dilma, ainda que ela naufrague no dia 31.



A oposição terá Aécio Neves como principal líder, um político moderno que fez mais de sete milhões de votos num estado onde o presidenciável do seu partido não apenas perdeu como fez minguados três milhões de votos.



Marcelo Rech é jornalista, editor do InfoRel, especialista em Relações Internacionais, Estratégias e Políticas de Defesa e Terrorismo e Contra-insurgência. E-mail: inforel@inforel.org

Assuntos estratégicos

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Brasília – O Projeto de Lei que proíbe a concessão de visto e determina a...
Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasília – O governo federal, por meio da Agência Espacial Brasileira (AEB) quer...
Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...