Brasil

Comércio Exterior
07/09/2015
Diplomacia
07/09/2015

Corrupção

Embaixada do Brasil no Peru vai colaborar com investigações da Lava Jato

Brasília – Preocupada com a imagem das empresas brasileiras no Peru, a Embaixada do Brasil em Lima irá colaborar com as investigações da Operação Lava Jato naquele país. A informação é do presidente da Comissão de Fiscalização do Congresso peruano, Gustavo Rondón. Segundo ele, “isso foi o que conversei com o embaixador brasileiro, e me parece importante que reconheçamos que eles também estão dispostos a colaborar em tudo aquilo que seja necessário”, afirmou.

Rondón revelou que há preocupação na Embaixada do Brasil com os efeitos das investigações da Lava Jato no Peru, para a imagem das empresas brasileiras e para as relações bilaterais.

“É preciso salvaguardar as boas empresas, não temos porque estigmatizar que todas as empresas brasileiras estão metidas em corrupção. Além disso, precisamos proteger os vínculos que temos entre os dois países”, destacou o parlamentar.

Ele confirmou ainda que nesta segunda-feira, 7, a Comissão de Fiscalização do Congresso peruano receberá a chefe da Superintendência Nacional de Aduanas e Administração Tributária, que irá falar sobre as empresas brasileiras que atuam no Peru e informar se há irregularidades já identificadas nos contratos firmados com o governo para a execução de obras de infraestrutura.

O Procurador da República do Peru já esteve em Brasília com um grupo de fiscais para obter informações e documentos acerca das empresas investigadas nos casos de corrupção envolvendo a Petrobras.

No Peru, há suspeitas de que essas mesmas empresas tenham pago propina para a obtenção de contratos com o governo daquele país. Uma das suspeitas diz respeito às obras da rodovia Interoceânica que liga o Brasil ao Pacífico cruzando parte do território peruano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *