PROSUB
10/02/2014
Espanha transferirá tecnologia de VANT ao Brasil
17/02/2014

Estratégia

Empresas espanholas aumentarão investimentos no México, Brasil e Colômbia

Brasília – As empresas espanholas estão de olho no Brasil, México e Colômbia como destinos preferenciais para os seus investimentos em 2014. A maioria das grandes empresas da Espanha pretende aumentar seus investimentos nestes três países e acreditam que o faturamento na América Latina vai superar em três anos aqueles provenientes da Espanha.

De acordo com o VII Informe Panorama de Investimento Espanhol na América Latina em 2014, elaborado pelo IE Business School e do qual participou a Casa da América, Air France e KLM, em 2014, o Brasil e os países da Aliança do Pacífico são os que apresentam as melhores perspectivas econômicas para as empresas espanholas.

O Panamá também se consolidou como um dos principais destinos dos investimentos espanhóis apesar dos incidentes com o consórcio que lidera as obras de ampliação do Canal, sob responsabilidade da espanhola Sacyr.

Por outro lado, o mesmo informe coloca a Argentina e a Venezuela na alça de mira das empresas espanholas uma vez que suas economias suscitam muito mais dúvidas entre os empresários. Possivelmente, os dois países devem ser os que sofrerão as maiores turbulências econômicas com a saída de capitais e problemas com o câmbio.

Pelo menos 80% das empresas que participaram do estudo preveem aumentar seus investimentos principalmente nos países da Aliança do Pacífico, ao avaliar o grau de abertura comercial, e quase 90% pretendem elevar os negócios nos próximos três anos. Outros 74% das companhias espanholas considera faturar mais na América Latina, apesar do aumento tímido do otimismo dos empresários espanhóis com a economia do país.

Brasil, México e Colômbia são mercados melhor posicionados ante as oportunidades de negócio que oferecem graças ao incremento da renda per capita e do aumento do consumo interno. O Chile é bem valorizado pela qualificação de sua mão-de-obra e o Panamá, por sua localização geográfica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *