Brasília, 18 de dezembro de 2018 - 18h21

Equador investe US$ 680 milhões nas Forças Armadas

14 de fevereiro de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O governo equatoriano investiu desde 2010, US$ 680 milhões na modernização e reaparelhamento das Forças Armadas do país. Nesta terça-feira, 14, o presidente Rafael Correa entregou 12 aeronaves caça-bombardeiro Cheetah à Força Aérea Equatoriana (FAE).



Os aviões são de fabricação sul-africana e custaram US$ 78 milhões. Eles irão reforçar a frota de 18 Super Tucanos fabricados no Brasil.



Em seu discurso, Correa lembrou o ataque do Exército colombiano a um acampamento das Farc em Angostura. "Aprendemos a lição, devemos recordar e não devemos esquecer para não permitir que jamais se repitam essas barbaridades", afirmou.



Ele reconheceu que a incursão dos aviões colombianos não foi detectada porque os radares não funcionavam e os militares equatorianos não tinham helicópteros para chegar ao local do ataque.



Segundo ele, "estamos pulverizando mitos, superando esse derrotismo que nos condenava ao fracasso, a mediocridade e à miséria. Depois de 17 anos, a FAE tem novamente uma frota de aviões supersônicos".



Os aviões Cheetah são supersônicos equipados com radares digitais e com capacidade para portar qualquer tipo de míssil. Eles têm um desenho em asa delta e desempenho melhorado de vôo a meia e baixa altitude.



As aeronaves podem manobrar e transportar maior quantidade de armas e combustível. São aviões de combate para missões de penetração profunda dentro de território hostil.



Podem funcionar como bombardeiro convencional de ataque a terra e realizar missões de ataque naval com vôos rasantes sobre o mar.



O Cheetah se parece muito com o Mirage. Pode transportar dois novos tanques externos de combustível e está equipado com uma sonda fixa, para o reabastecimento aéreo de combustível.

Assuntos estratégicos

Senado aprova projeto de combate ao Terrorismo e à lavagem de dinheiro

Senado aprova projeto de combate ao Terrorismo e à lavagem de dinheiro

Brasília – O Senado aprovou nesta quarta-feira, 12, o projeto de lei da senadora Ana...
Foz do Iguaçu terá sistema pioneiro de migração fronteiriça

Foz do Iguaçu terá sistema pioneiro de migração fronteiriça

Brasília - A fronteira de Foz do Iguaçu com a Argentina será a primeira do...
Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Aprovado projeto que permite a expulsão de estrangeiros acusados de Terrorismo

Brasília – O Projeto de Lei que proíbe a concessão de visto e determina a...
Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasil quer entrar no mercado mundial de lançamentos de satélites

Brasília – O governo federal, por meio da Agência Espacial Brasileira (AEB) quer...
Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...