Brasília, 27 de março de 2019 - 00h36

Integração Política

03 de março de 2016 - 10:42:53
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Depois de sediar a última Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), o Equador confirmou nesta quarta-feira, 2, que será a sede a IX Cúpula Presidencial da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL).



Na oportunidade, a Venezuela receberá do Uruguai a presidência do bloco. Os ministros de Relações Exteriores ainda negociam uma data, mas é provável que o evento seja realizado em 15 de abril, em Mitad del Mundo, onde está a sede permanente da UNASUL. O Uruguai ostenta a presidência do mecanismo desde 4 de dezembro de 2014.



Um dos temas que serão tratados diz respeito à reeleição do Secretário-Geral do bloco, o colombiano Ernesto Samper Pizano. O atual mandato vigora até setembro, mas há um esforço para que Pizano siga à frente da UNASUL. Atualmente, ele conta com o apoio de Bolívia, Brasil, Equador, Uruguai e Venezuela, e com a oposição de Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru.



Suriname e Guiana ainda não se posicionaram, razão pela qual o Secretário-Geral cumpriru agenda político-diplomática nestes dois países na semana passada. Coincidentemente, o chanceler brasileiro Mauro Vieira, visitou o Suriname nesta terça-feira, 1º, e está na Guiana nesta quarta, 2.