Relações Exteriores

Ministro britânico discute cooperação com o Brasil
04/09/2008
Comunicado Conjunto Brasil – Nova Zelândia
04/09/2008

Especialista em crime organizado está no Brasil

Especialista em crime organizado está no Brasil

Chegou ao Brasil nesta segunda-feira, 1, o coordenador sênior da Unidade de Segurança, Crime Organizado e Combate à Lavagem de Dinheiro do escritório da ONU sobre Drogas e Crime (UNODC), Ketil Ottersen, responsável pelo projeto do UNODC com a Organização Mundial de Alfândegas (OMA), de controle de contêineres.

O projeto foi desenvolvido para fazer frente ao tráfico de drogas e já funciona no Equador, Senegal, Gana e Paquistão, com resultados positivos.

De acordo com o escritório do UNODC em Brasília, Ottersen veio ao Brasil para apoiar a país em cooperação técnica para investigação sobre tráfico de drogas em contêineres marítimos.

Ele se reuniu com autoridades da Polícia Federal, Receita Federal e representantes da União Européia. Também fará visita técnica aos Portos de Vitória e Santos, acompanhado de representantes do governo brasileiro.

Tráfico via contêineres

O volume do comércio mundial por meio de contêineres vem aumentando consideravelmente nos últimos anos, com expectativa de que dobre até 2012. Segundo o UNODC, mais de 220 milhões de contêineres circulam mundialmente a cada ano. Menos de 2% são inspecionados.

O crescente uso de contêineres marítimos para propósitos ilícitos fica ainda mais evidente nas rotas do tráfico ilícito de drogas e no contrabando de produtos. As apreensões de cocaína via marítima chegam a 64%; 2% de apreensões ocorrem via transportes aéreos e 34% em outros meios de transporte.

Os contêineres também são utilizados para o tráfico de produtos roubados e falsificados, armas e explosivos, produtos químicos controlados e até de tráfico de seres humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *