Brasil e Angola discutem parcerias em formação e i
25/02/2014
Haiti
04/03/2014

Inteligência

Espionagem leva Brasil e UE a construir cabo para driblar EUA

Brasília – O Brasil e a União Europeia, com o aval da Alemanha, aproveitaram a Cúpula realizada em Bruxelas para impulsionar o projeto de construção de um cabo submarino de fibra ótica ligando Fortaleza (CE) a Lisboa. O objetivo é driblar as operações de espionagem dos Estados Unidos uma vez que o cabo que liga a América do Sul ao resto do mundo passa por Miami (EUA) e é operado pela espanhola Telefónica.

O projeto custará cerca de US$ 200 milhões e o cabo terá quase 6 mil quilômetros. Apesar do custo e da complexidade, o fato de Dilma Rousseff e Angela Merkel terem sido espionadas pelos norte-americanos deve dar fôlego à proposta.

As duas estão convencidas da necessidade de se conferir maior segurança às comunicações, inclusive entre as duas regiões.

Segundo a presidente brasileira, “temos que respeitar a privacidade, os direitos humanos e a soberania das nações. Não queremos que nossos negócios possam ser espionados”.

A obra deverá ser iniciada ainda neste semestre por um consórcio formado pela brasileira Telebras, a espanhola Islabank e um fundo de investimento brasileiro.

Em abril, o governo do Brasil promove em São Paulo um encontro para discutir a governança da Internet com representantes europeus e latino-americanos. Angela Merkel quer a criação de uma rede de dados que evite o envio das informações digitais por servidores informáticos norte-americanos, assunto que estará no topo de agenda deste encontro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *