Brasília, 18 de outubro de 2018 - 03h20

Estados Unidos prioriza embaixada no Brasil

04 de novembro de 2009
por: InfoRel

Marcelo Rech, de Washington

O governo norte-americano informou nesta terça-feira, que dará prioridade à aprovação de Arturo Valenzuela para comandar as políticas do Departamento de Estado para a América Latina, e de Thomas Shannon para a embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

Indicados em maio deste ano pelo presidente Barack Obama, os dois tiveram seus nomes bloqueados no Senado.

Recentemente, Shannon liderou uma missão norte-americana à Tegucigalpa para pôr fim à crise política hondurenha.

De acordo com o porta-voz da Casa Branca, Ian Kelly, a Secretária de Estado Hilary Clinton, que deve viajar ao Brasil nos próximos meses, quer definir de uma vez o grupo responsável pela política externa norte-americana.

O senador republicano Jim DeMint é um dos principais opositores à política de Obama para a região. Ele critica a postura do governo em relação ao impasse em Honduras.

Para DeMint, Obama errou ao suspender a ajuda econômica ao país e retirar os vistos de hondurenhos. O parlamentar entende que a decisão contraria os interesses dos Estados Unidos naquele país.

Arturo Valenzuela trabalhou na administração Clinton. De origem chilena, ele terá pela frente alguns desafios tão complexos quanto delicados, como as relações dos Estados Unidos com Cuba.

Perfis

No mês de março, Valenzuela afirmou num evento realizado em Madri, que os Estados Unidos deveriam ouvir mais os latino-americanos e que estes precisam apresentar propostas concretas para que haja uma interlocução positiva.

O presidente Barack Obama, por ocasião da Cúpula das Américas realizadas em Trinidad e Tobago logo após sua posse, reconheceu que os Estados Unidos necessitavam uma nova relação com a América Latina.

Arturo Valenzuela é professor de Ciências Políticas e diretor do Centro de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Georgetown, em Washington. Entre 1997 e 2001, foi conselheiro para assuntos da América Latina, do democrata Bill Clinton.

Ele também se ocupou dos assuntos relativos ao México como Subsecretário Adjunto para Assuntos Interamericanos.

Diplomata de carreira, Thomas Shannon vai comandar a embaixada norte-americana em Brasília para a alegria do Itamaraty que torcia por sua indicação.

Doutor em política pela Universidade Oxford, ele está no Departamento de Estado desde 1984. Entre 2003 e 2005, foi assessor especial na Casa Branca.

Não será a primeira vez que Shannon trabalhará em Brasília.

De 1989 até 1992, foi assistente especial do embaixador norte-americano na capital e entre 2000 e 2001, representante adjunto dos Estados Unidos na Organização dos Estados Americanos (OEA).


Warning: pg_exec(): Query failed: ERROR: invalid input syntax for integer: "" LINE 1: SELECT * FROM inforel.categoria_noticias WHERE id = ''; ^ in /home/inforel/www/classes/categoria_noticias.php on line 104

Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/inforel/www/classes/categoria_noticias.php on line 106

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...