Brasil

Espaço
05/08/2014
Indústria
05/08/2014

Ciência Sem Fronteiras

Estados Unidos quer reforçar parceria espacial com o Brasil

Brasília – Os Estados Unidos querem reforçar a parceria espacial e estabelecer uma cooperação de maior envergadura no setor aeroespacial com o Brasil. O assunto foi a tônica da visita que a Conselheira de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Saúde da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Mary Townswick, fez na terça-feira, 29, à Agência Espacial Brasileira (AEB).

Ela também afirmou haver intenção por parte de seu país em receber mais bolsistas do programa Ciência Sem Fronteiras Espacial (CsF-Espacial), uma vez que as universidades norte-americanas são as mais procuradas pelos estudantes que se inscrevem no programa governamental de formação de recursos humanos qualificado.

O chefe da Assessoria de Cooperação Internacional da AEB, José Monserrat Filho, que recebeu a Conselheira, disse que há intenção da Agência em retomar as negociações sobre um acordo na área espacial cujas conversações se iniciaram no início do ano. Existe ainda o interesse da AEB em voltar a analisar projetos de satélites para a área de meio ambiente.

Espanha

Representantes das agências Espacial Brasileira (AEB) e Nacional de Águas (ANA) participaram na quinta-feira, 31, de uma reunião de apresentação da proposta de cooperação do Centro Espacial da Galícia, na Espanha, com o Brasil. O encontro foi organizado em Vigo pela Universidade da cidade.

Para o diretor de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento da AEB, Carlos Alberto Gurgel, a proposta é positiva. Segundo ele, a ação cooperativa prevê financiamento de projetos com os recursos de ambas as instituições, com investimentos iguais para as partes.

Participou ainda da reunião um representante da Visiona Tecnologia Espacial, empresa criada numa parceria entre a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) e a Telebrás para atuar no Programa Nacional de Atividades Espaciais (Pnae).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *