Brasília, 18 de novembro de 2018 - 11h23
EUA cobram mais pressão do Brasil sobre a Venezuela

EUA cobram mais pressão do Brasil sobre a Venezuela

26 de junho de 2018
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Brasília – O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, reuniu-se nesta terça-feira, 26, com o presidente Michel Temer com quem discutiu a possibilidade de o Brasil exercer uma pressão maior sobre a Venezuela. Na conversa que mantiveram no Palácio do Planalto, Pence reconheceu que o país tem envidado esforços importantes no sentido de acolher os refugiados venezuelanos.

No entanto, Washington cobra mais pressão política por parte do governo brasileiro contra o regime de Nicolás Maduro. O Brasil tem apoiado as iniciativas regionais de isolar a Venezuela e em 2016, o país atuou de forma decisiva para que a Venezuela fosse suspensa do MERCOSUL.

Brasil e Estados Unidos também buscam avançar nas negociações para a assinatura de um acordo de salvaguardas tecnológicas, que pavimentará o caminho em direção a um acordo espacial para uso do Centro de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão.

No ano passado, o Brasil enviou uma proposta ao governo norte-americano, que respondeu em abril com uma contraproposta. Os detalhes das negociações são mantidos em sigilo. No dia 13 de junho, em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados, o ministro Aloysio Nunes Ferreira, confirmou que os dois países negociam os termos de um novo acordo e que o Embaixador do Brasil em Washington, Sérgio Amaral, é o ponto focal brasileiro nos contatos com as autoridades norte-americanas.

O assunto é bastante controverso. O acordo firmado no ano 2000, acabou arquivado na Câmara e foi retirado pela ex-presidente Dilma Rousseff. O então relator da matéria, o ex-deputado e ex-ministro da Defesa, Waldir Pires (PT), travou o texto por considerar que o mesmo feria a soberania nacional. O Brasil firmou, anos depois, um acordo espacial com a Ucrânia que acabou denunciado e está abandonado.

Também na CREDN, foi aprovado um requerimento para a realização de uma audiência pública sobre o acordo de salvaguardas tecnológicas. A oposição entende que o Brasil entregará Alcântara para controle dos Estados Unidos. O deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), autor da iniciativa, afirma que “é de suma importância debatermos o assunto, pois, o trato entre os países estimulará o programa espacial brasileiro, visto que o insumo tecnológico para o desenvolvimento de satélites e foguetes provém dos Estados Unidos. Também é preciso esclarecer a forma como a tecnologia norte-americana será protegida, como será utilizado o dinheiro provindo dos lançamentos dos satélites, bem como assegurar a soberania brasileira”, explicou.

Previdência  

Também nesta terça-feira, o presidente Michel Temer promulgou o acordo entre Brasil e Estados Unidos na área da Previdência Social. O texto prevê que, a partir de 1º de outubro, brasileiros residentes nos Estados Unidos e norte-americanos moradores no Brasil poderão somar os períodos de contribuição nos dois países para atingir o tempo mínimo necessário à obtenção de aposentadorias por idade e invalidez e também pensão por morte.

O Palácio do Planalto informou que a medida beneficiará 1,3 milhão de brasileiros e cerca de 35 mil norte-americanos. A Secretaria de Previdência do ministério da Fazenda, explicou ainda que o Brasil já mantém acordos bilaterais nesta matéria com Alemanha, Bélgica, Cabo Verde, Canadá, Chile, Coreia do Sul, Espanha, França, Grécia, Itália, Japão, Luxemburgo, Portugal e Quebec.

Já os multilaterais, estabelecidos com países do MERCOSUL (Argentina,  Paraguai e Uruguai) e países da península ibero-americana (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, El Salvador, Equador, Espanha, Paraguai, Peru, Portugal e Uruguai).

Além de passar por Brasília, Mike Pence estará em Manaus, nesta quarta-feira, 27, onde irá visitar um abrigo de imigrantes venezuelanos. A prefeitura de Manaus administra dois abrigos onde vivem, atualmente, cerca de 200 venezuelanos. De lá ele embarca para o Equador.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...