Agenda

Integração Regional
17/01/2017
Corrupção
17/01/2017

Diplomacia

EUA e Cuba iniciam diálogo sobre compensações econômicas

Brasília – Estados Unidos e Cuba deram início nesta sexta-feira, 13, ao diálogo sobre compensações econômicas mútuas, por conta dos bens nacionalizados a partir da Revolução Cubana em 1959 e pelos danos provocados pelo embargo econômico imposto à Ilha em 1962. Em dezembro de 2015 e julho de 2016, quando os dois países se reuniram para tratar do assunto, não houve avançou algum.

Esta é a terceira vez que Estados Unidos e Cuba buscam um acordo sobre o tema desde o restabelecimento das relações bilaterais. Até o momento, as duas comitivas não conseguiram sequer definir detalhes técnicos e metodológicos para aprofundar as discussões.

Ambos os governos reconhecem que este é um dos temas mais delicados dirigido à normalização plena de relações que estiveram por mais de 50 anos completamente congeladas. As declarações recentes do futuro presidente norte-americano, Donald Trump, de que poderá rever todas as decisões já adotadas, joga ainda mais incertezas no processo.

O informe anual mais recente apresentado por Cuba ante às Nações Unidas, assegura que os danos econômicos provocados pela política hostil dos Estados Unidos de bloquear economicamente a Ilha, ascende aos US$ 750 bilhões. Já Washington afirma que pelo menos seis mil pessoas e empresas teriam a receber de Cuba, cerca de US$ 8 bilhões devido as nacionalizações realizadas a partir de 1º de janeiro de 1959.

O governo cubano esclarece que a Lei 80 sobre a Reafirmação da Dignidade e a Soberania Cubanas, de 1996, estabeleceu que essas indenizações teriam de ser negociadas à luz das reclamações de Havana e Washington. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *