Relações Exteriores

Brasil e Índia fortalecem aliança estratégica
12/12/2011
Equador adquire helicópteros franceses para o Exér
12/12/2011

EUA preocupados com presença iraniana na América L

EUA preocupados com presença iraniana na América Latina

Brasília – O governo dos Estados Unidos não esconde sua preocupação com a fluída relação mantida por Teerã com países latino-americanos, especialmente Bolívia, Brasil, Equador, Nicarágua e Venezuela.

Para Washington, o Irã busca nessas relações fugir do isolamento político imposto pelas sanções econômicas impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Além disso, por meio de acordos sobre “minerais estratégicos”, o Irã tenta compensar a escassez de urânio com extrações na Bolívia, Equador e Venezuela.

No entanto, seriam os objetivos militares os que mais preocupam os Estados Unidos. Um documento do Departamento de Defesa informa que o Irã poderia buscar na América Latina, parceiros dispostos a permitirem o uso de suas bases militares.

De acordo com o pensamento militar norte-americano, caso o Irã sofresse um ataque por conta de seu programa nuclear, poderia contra-atacar o território dos Estados Unidos a partir dessas bases na América Latina.

Recentemente, o presidente Barack Obama afirmou que os Estados Unidos não descartam nenhum tipo de ação contra o Irã, embora seja pouco provável que autorize um ataque contra instalações nucleares iranianas.

O Conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Tom Donilom, revelou que Washington trabalha “agressivamente” para detectar qualquer esforço do Irã para desenvolver seu programa nuclear. A estratégia é forçar Teerã a aceitar as inspeções da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Enquanto isso, operações encobertas com aviões espiões não tripulados continuam operando no espaço aéreo iraniano, como o RQ-170 Sentinel que foi derrubado no domingo, 4.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *