Brasília, 15 de novembro de 2018 - 13h50

Guerra ao Terror

23 de junho de 2011
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Nesta terça-feira, o Senado dos Estados Unidos sabatinou e aprovou o nome de Leon Panetta, ex-Diretor-Geral da CIA, para ocupar o lugar de Robert Gates como Secretário de Defesa.



Em seguida, a Casa Branca anunciava a decisão do presidente Barack Obama de retirar dez mil soldados do Afeganistão.



O InfoRel acompanhou os dois eventos.



Os Estados Unidos mantém 100 mil soldados no país. Para 2012, Obama quer retirar outros 20 mil até que se chegue ao número que o país mantinha em 2009 (próximo de 70 mil).



No entanto, deputados e senadores norte-americanos acreditam que tudo vai depender de como as coisas evoluem no Afeganistão.



Democratas e Republicanos não descartam que até 50 mil soldados deixem aquele país ainda em 2011.



De acordo com um porta-voz da Casa Branca, não serão retirados soldados de combate, mas apenas aqueles que atuam em operações de apoio.



Ao deixar o cargo no Pentágono, Robert Gates reconheceu que a opinião pública norte-americana está cansada de uma década de guerra.



Também pesa na decisão a difícil situação econômica dos Estados Unidos.



Especialistas em política exterior disseram ao InfoRel que se o Congresso norte-americano não promover mudanças em torno do déficit do país, uma grande depressão que poderá durar dez anos acometerá os Estados Unidos e por conseqüência, o mundo todo.



O senador Carl Levin (Democrata de Michigan), presidente do Comitê de Serviços Armados, reconheceu que a crise força a retirada de soldados, 15 mil pelo menos em sua estimativa, mas manifestou preocupação com os resultados que poderão ou não ser alcançados no Afeganistão.



Barack Obama deverá discursar nesta quarta-feira para explicar as razões de sua decisão.



Pentágono



Leon Panetta de 72 anos teve sua aprovação para o lugar de Robert Gates garantida com 100% dos votos no Senado.



Ele deixa a CIA com o apoio político de Republicanos e Democratas e sua sabatina foi das menos concorridas.



O clima tranqüilo e as gentilezas da oposição permitiram que Panetta declarasse apenas que atuaria em defesa das tropas norte-americanas no exterior e de suas famílias.



"Comprometo-me com eles (senadores) e a nação que eu vou trabalhar para assegurar que continuemos a ter os militares mais fortes, mais bem treinados e bem equipados do mundo", afirmou ao deixar o Congresso.



Ele assumiu a agência de inteligência em fevereiro de 2009 e entre 1994 e 1997, atuou como chefe de gabinete de Bill Clinton.



Leon Panetta também foi deputado de 1977 a 1993, o que lhe permitiu construir laços sólidos com o meio político em Washington.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...