Brasília, 27 de março de 2019 - 00h33

América do Sul

24 de abril de 2005 - 16:25:00
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
O ex-presidente do Equador, Lucio Gutiérrez desembarcou na Base Aérea de Brasà­lia no inà­cio da tarde deste domingo, inaugurando mais um capà­tulo na nebulosa crise polà­tica equatoriana. A população do paà­s não esconde a insatisfação com o governo brasileiro, uma vez que Gutiérrez é acusado de abuso de poder e corrupção.

A embaixada brasileira em Quito decidiu não revelar os detalhes sobre a liberação do salvo-conduto pelo governo provisório do Equador, para evitar mais protestos.

Em sigilo, Lucio Gutiérrez, a esposa e uma das filhas, seguiu para a Base Aérea de Latacunda, distante 80 km de Quito. Estima-se que a operação de resgate do ex-presidente tenha custado cerca de R$ 60 mil ao governo brasileiro.

Ao chegar à  Brasà­lia, o ex-presidente, a esposa Ximena Bohórquez Romero, e a filha Viviana Estefania, seguiram de helicóptero para o hotel de trânsito dos oficiais, no Setor Militar Urbano. Nesta segunda-feira, Lucio Gutiérrez e a famà­lia deverão comparecer ao ministério da Justiça, onde firmarão os documentos do asilo territorial.

A outra filha de Gutiérrez, Carina Ximena, decidiu permanecer no Equador onde é cadete do Exército. Segundo o Itamaraty, agentes da Polà­cia Federal farão a segurança da famà­lia.

Depois de firmar o pedido de asilo, Lucio Gutiérrez deverá morar numa casa do Exército. É possà­vel que ele e a famà­lia decidam viver no Rio de Janeiro.