Exercício militar naval “Malabar” e a China

O grupo, ainda informal, para o Diálogo de Segurança Quadrilateral (Quad, na
sigla em inglês), formado pelos EUA, pela Austrália, pela Índia e pelo Japão,
realizou, em novembro, operações militares navais, depois da reunião de seus
Chanceleres havida, no Japão, em 6 de outubro de 2020.
Essas reuniões tiveram início em 2007, mas o Quad só foi estabelecido em
2019, após fazer parte da estratégia de Trump, de 2017, de uma região Índico-
Pacífico livre e aberta.
O objetivo do Quad é fundar uma aliança formal, chamada por alguns analistas
de “mini-OTAN Asiática” (numa menção à aliança militar norte-americana com
países da Europa), visando a contenção, nessa região, do expansionismo
comercial, econômico e agora militar da China.
O exercício naval “Malabar” deste ano contou, depois de 13 anos de ausência,
com a participação da Marinha Australiana (antes “Malabar” era praticado pelas
Marinhas dos EUA e da Índia desde 1992; e com a participação do Japão a
partir de 2015) e serviu para aumentar a interoperabilidade entre as forças
navais dos quatro países.
Este exercício militar não está formalmente vinculado ao Quad, mas os
participantes esperam transformar a operação em um contrapeso à influência
militar e política cada vez mais presente de Pequim na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *