Defesa

Temer visita Centro de Lançamento de Alcântara
10/10/2017
Bolívia e Peru acertam reunião para novembro sobre Trem Bioceânico
11/10/2017

Exercício Multinacional Sul-Americano foca no progresso e desenvolvimento da Pan-Amazônia

Brasília – Encerrou-se na quinta-feira, 28, em Manaus (AM), o Simpósio Internacional de Logística Humanitária (SILOGEM), promovido pelo Comando Logístico do Exército. Trata-se de evento preparatório para o AMAZONLOG17, Exercício Multinacional Interagências de Logística Humanitária, que ocorrerá entre 6 e 13 de novembro, em Tabatinga (AM), na tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru.

O Comandante da V Divisão de Exército do Peru, General de Divisão Jorge Orlando Céliz Kuong, abordou o apoio a civis afetados pelo narcotráfico e pelo terrorismo e comentou que o futuro Exercício “é uma oportunidade para as autoridades, as Forças Armadas e as agências coordenarem esforços para combaterem os riscos e ameaças comuns aos países na faixa de fronteira”.

Já o Oficial de Ação Integral do Exército da Colômbia, General de Brigada Alberto Sepúlveda Riano, tratou da experiência de seu país no atendimento a civis deslocados. “É um problema de décadas, que nosso Governo, com atuação efetiva de nossas Forças Armadas, tem enfrentado, com resultados muito positivos”, salientou.

Representantes de agências governamentais também realizaram exposições durante o simpósio. Segundo o Coordenador Geral de Fiscalização Ambiental do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Renê Oliveira, “esse simpósio foi importante para abordar os reflexos dos ilícitos transnacionais sobre o meio ambiente e as populações que vivem nas áreas ribeirinhas”. Para ele, em novembro, durante o Exercício em Tabatinga, todos voltarão a trabalhar juntos, utilizando as capacidades de cada instituição envolvida em busca de objetivos comuns.

O Comandante Logístico do Exército, General Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira destacou a relevância dos temas abordados durante a atividade em Manaus e sobre o exercício em Tabatinga, ressaltando que ambos buscam “o progresso com o desenvolvimento sustentável da Pan-Amazônia e das populações que vivem nessa área tão carente de maior atenção”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *