Defesa

Força anfíbia da França realiza visita o Brasil
18/03/2014
Indústria de Defesa
18/03/2014

Modernização

Exército recebe primeiras unidades do Guarani

Brasília – A 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15a Bda Inf Mec) do Exército Brasileiro receberá 13 viaturas blindadas 6×6 VBTP-MR Guarani no próximo dia 24 de março. A unidade sediada em Cascavel (PR) será a primeira a incorporar a viatura blindada anfíbia produzida pela Iveco Latin America (ILA), as quais serão submetidas a um processo de experimentação doutrinária.

Após um período de testes, o Centro de Avaliações do Exército emitiu relatório em dezembro do ano passado considerando a VBTP-MR Guarani em conformidade com os requisitos.

O Exército, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), adquiriu 86 viaturas para experimentação doutrinária de infantaria mecanizada em agosto de 2012 e outras 26 unidades similares em dezembro de 2013. Outras 16 viaturas do lote-piloto foram contratadas em dezembro de 2007 além do protótipo. Os próximos lotes serão contratados pelo Comando de Logística (COLOG).

No âmbito do Projeto Estratégico do Exército-Guarani conduzido pelo Escritório de Projetos (EPEx), em dezembro de 2009, o Exército assinou um acordo com a Iveco Latin America para a produção de 2.044 viaturas com a intenção de permitir a substituição progressiva dos modelos 6×6 EE-11 Urutu e EE-9 Cascavel fabricados no passado pela ENGESA, e é o Exército quem detém a propriedade intelectual da VBTP-MR Guarani.

O Guarani pesa em ordem de combate, 18.3 toneladas, mede 6.91 metros, desenvolve uma velocidade máxima de 100 km/h e tem autonomia de 600 km. Além disso, utiliza o motor Cursor 9, transmissão automática 6HP 602S, radio tático Falcon III e o intercomunicador SOTAS.

Para armar as viaturas já efetivamente contratadas foram adquiridas ainda estações de armas remotamente controladas UT-30BR da AEL Sistemas e REMAX da ARES Aeroespacial & Defesa, e reparos protegidos W&E Platt MR550.

O Exército prevê que a família seja produzida nas versões de transporte, posto de comando, comunicações, ambulância, porta-morteiro, engenharia, oficina, defesa antiaérea e escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *