Brasília, 15 de outubro de 2018 - 21H45

Conflito Interno

09 de maio de 2017
por: InfoRel

Brasília - Uma frente dissidente das FARC sequestrou na última quarta-feira, 3, o funcionário das Nações Unidas na Colômbia, Harley López, em um gesto que pode prejudicar os avanços em relação aos acordos de paz que estão sendo implementados. Pressionado, o presidente Juan Manuel Santos afirmou que espera “boas notícias” para breve.



Neste domingo, 7, o alto conselheiro presidencial para o pós-conflito, Rafael Pardo, explicou que uma comissão deslocou-se para o sudeste do país com o objetivo de lograr a liberação de López.



Ele é colombiano, funcionário do Escritório da ONU contra as Drogas e o Delito (UNODC) e foi sequestrado por uma frente das FARC liderada por Iván Mordisco, em Barranquilla, um remoto caserio situado a duas horas de viagem por terra do município de Miraflores, Departamento de Guaviare.



O sequestro pode atrapalhar os planos de Santos de consolidar a paz na Colômbia e dá força ao discurso de Álvaro Uribe, senador e ex-presidente que lidera a oposição. Uribe nunca confiou na efetividade dos acordos com a guerrilha.



Além disso, a popularidade do presidente está em baixa depois das denúncias de que sua campanha recebeu recursos de Caixa 2 da brasileira Odebrecht. Em 2018, o país realizará eleições presidenciais e uma derrota do grupo liderado por Santos pode ser decisivo para o futuro dos acordos de paz.


Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...