Brasília, 14 de novembro de 2018 - 05h52

Fernando Lugo e a oportunidade perdida

20 de abril de 2013
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Marcelo Rech, especial de Assunção



Neste domingo, 2,5 milhões de paraguaios voltam às urnas para eleger o novo presidente e tentar pôr fim ao pesadelo político iniciado com o afastamento de Fernando Lugo em junho passado.



Desde quinta-feira, 18, na capital do país, tenho procurado conversar com pessoas comuns, empresários, políticos, candidatos, para sentir a temperatura do momento, perceber o que de fato irá acontecer após o pleito.



Após um senador ser flagrado tentando comercializar votos - ele foi suspenso do mandato - uma série de acusações entre colorados e liberais tornou as últimas horas antes das eleições, mais tensas, mas há muito artificialismo no ar.



São mais de 500 os observadores internacionais monitorando cada segundo que antecede o início das votações. O voto por aqui é obrigatório, como no Brasil, mas como não há nenhuma sanção posterior aplicada àqueles que não comparecem, há expectativa de uma grande abstenção.



Neste sábado, percorri um dos bairros mais pobres de Assunção, conhecido como Banhado Sul, uma localidade que lembra em certa medida os paupérrimos bairros haitianos de Porto Príncipe.



Um reduto que concentrou grande parte do chamado "luguismo" e onde as pessoas tinham acesso a restaurantes gratuitos e os idosos recebiam uma espécie de Bolsa Família paraguaia.



Independentemente do que digam os políticos, sobretudo aqueles dos países que suspenderam o Paraguai do Mercosul e da Unasul, o fato concreto é que o ex-bispo católico frustrou imensamente um contingente de milhares de cidadãos de bem que confiaram no seu passado católico e acreditaram na redenção.



"Lugo nos traiu", segundo me disseram vários desses chefes de família, pessoas tão simples quanto miseráveis.



O Paraguai é um país extremamente conservador e católico, mas não foram os escândalos de paternidade do então religioso que mais assombraram essa gente. A dor dos pobres se refere às farras promovidas pelo então presidente regadas a orgias, bebidas e muito tabaco, por supuesto!



O estilo de vida adotado por Fernando Lugo feriu de morte o projeto esquerdista que começava após 63 anos de colorados, dos quais 35 anos de ditadura militar. Modelos lindíssimas eram entregues ao então presidente como regalos de empresários que depois discutiam contratos com o governo.



As fotos de Fernando Lugo numa jacuzzi que pertenceu ao ex-ditador Alfredo Stroesnner e desfilando numa Harley Davidson, ofenderam pessoas como Nestor, um comerciante de 42 anos que vende bugigangas em frente ao barraco onde mora em Banhado Sul. Castigado, ele aparenta ter muito mais e é uma das pessoas que não irá votar no domingo. Casado e pai de três filhos, confessou-se desesperançado.



Segundo Chiqui Ávalos, jornalista investigativo paraguaio, "o presidente que tomou posse calçando prosaicas sandálias, símbolo de humildade, revelou-se um homem vaidoso e fetichista".



É fato que o chamado juízo político que o destituiu carece por completo de legitimidade, mas também é verdade que Fernando Lugo, a exemplo de vários outros supostos líderes progressistas latino-americanos, deixou-se deslumbrar pelo poder nivelando-se por baixo ao que a região tem de mais danoso, sua classe política.



Marcelo Rech é jornalista, editor do InfoRel e especialista em Relações Internacionais, Estratégias e Políticas de Defesa, Terrorismo e Contrainsurgência e Direitos Humanos nos Conflitos Armados. E-mail: inforel@inforel.org

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...