Relações Exteriores

Narcotráfico
17/01/2017
Diplomacia
17/01/2017

Integração Regional

Financiamento dos países de renda média em discussão na CELAC 2017

Brasília – O Grupo de Trabalho de Cooperação Internacional da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), concluiu nesta sexta-feira, 13, em Santo Domingo, República Dominicana, a reunião de dois dias em que o tema mais importante foi o financiamento dos países de renda média do bloco.

O Instituto InfoRel de Relações Internacionais e Defesa irá cobrir a V Cúpula da CELAC a partir do dia 22, direto de Santo Domingo e Punta Cana. 

Os resultados dos debates serão apresentados na próxima semana, nos dias 21 ao 23, aos coordenadores nacionais que darão início às reuniões da V Cúpula da CELAC. O evento será realizado em Punta Cana. Nos dias 24 e 25, se reúnem os chanceleres e os Chefes de Estado e de Governo.

O financiamento dos países de renda média é uma das principais preocupações de 28 dos 33 países que integram a CELAC. Dentre os países do bloco, apenas 4 países recebem altos ingressos e um, Haiti, ingresso muito baixos. Mudanças nos cálculos poderão impedir que muitos países da CELAC deixem de receber ajuda oficial para o desenvolvimento.

Além disso, o GT de Cooperação Internacional dedicou boa parte de suas discussões à atualização das prioridades de ajuda ao desenvolvimento do Haiti que segue sendo o país mais pobre das Américas.

Nesta Cúpula, a República Dominicana transferirá a presidência pro tempore do bloco para El Salvador. Em 2018, será a vez da Bolívia presidir a CELAC. O Brasil será representado pelo Subsecretário-Geral de América do Sul, Central e Caribe, do ministério das Relações Exteriores, Embaixador Paulo Estivallet de Mesquita, que também é o coordenador nacional para a CELAC, UNASUL e MERCOSUL. O ministro das Relações Exteriores, José Serra, e o presidente Michel Temer, não participarão do encontro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *