Relações Exteriores

Comércio Exterior
13/10/2015
Integração Regional
13/10/2015

Economia

FMI elogia Chile, Colômbia, Peru e México e critica Brasil e Venezuela

Brasília – O Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou nesta quinta-feira, 8, em Lima, as economias do Chile, Colômbia, Peru e México ao mesmo tempo em que criticou as políticas econômicas do Brasil e da Venezuela. De acordo com o FMI, os países da Aliança do Pacífico promoveram reformas econômicas sustentáveis enquanto os dois membros do Mercosul, vivem a estagnação de suas economias e estão mais vulneráveis à crise global.

A diretora-gerente do Fundo, Christine Lagarde, afirmou que os dois modelos não apenas diferem no terreno econômico como também no político e no estado de direito, vitais para a atração de investimentos e a geração de crescimento.

"Chile, Colômbia, Peru e México produziram reformas muito fortes que vão transformar e melhorar as suas respectivas economias e vão obter os beneficios que elas lhes proporcionarão”, afirmou Lagarde à margem das reuniões do FMI e do Banco Mundial, que acontecem no Peru.

“No entanto, há pelo menos dois países que se encontram em território negativo em relação ao crescimento. Brasil e Venezuela são dois exemplos”, explicou.

O FMI revisou para baixo suas previsões de crescimento para a economia da América Latina e do Caribe, que já fecharia 2015 com sua primeira contração em seis anos, por uma recessão mais aguda que a esperada justamente para o Brasil e a Venezuela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *