Defesa

Comunicado Conjunto Brasil – Guiné-Bissau
26/08/2010
Discurso do ministro Nelson Jobim sobre a Lei da N
26/08/2010

Forças Armadas da Guiné terão apoio brasileiro

Forças Armadas da Guiné terão apoio brasileiro

Uma missão técnica militar brasileira será enviada à Guiné-Bissau com o propósito de reorganizar as Forças Armadas daquele país.

A informação foi dada nesta quarta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao receber em Brasília o presidente guineense Malam Bacai Sanhá.

De acordo com Lula, a missão das Forças Armadas brasileiras na Guiné-Bissau contará com a parceria da Organização das Nações Unidas (ONU), e estará dedicada ao treinamento das tropas para que sejam transformadas em forças de paz.

Dessa parceria sairá o Centro de Formação das Forças de Segurança da Guiné-Bissau.

Os dois países pretendem incrementar a Reforma do Setor de Segurança (RSS) com vistas a permitir a modernização das Forças Armadas da Guiné-Bissau e uma solução estrutural para o problema dos ex-combatentes.

 

“O Brasil se engajou na Comissão de Construção da Paz para Guiné-Bissau. Com o apoio da comunidade internacional, queremos promover a reconciliação nacional e a reabilitação econômica. Estou convencido de que este mesmo propósito move o presidente Sanhá. Estamos determinados a ajudar o governo da Guiné-Bissau a vencer o flagelo do narcotráfico, da fome e da miséria”, afirmou Lula.

 

O presidente destacou ainda que o Brasil trabalha no Conselho de Segurança “para que o novo escritório das Nações Unidas possa, efetivamente, apoiar o fortalecimento das instituições guineenses”.

 

“A Missão Técnico-Militar Brasileira vai apoiar a reestruturação das Forças Armadas. Contribuirá para o treinamento das tropas guineenses, ajudando a transformá-las em efetivos agentes da paz e transformação social. Vamos habilitá-las a desenvolver projetos de engenharia prioritários, como a reforma de quartéis, construção de pontes e cisternas de água, e também de perfuração de poços artesianos”, concluiu o presidente.

 

O presidente Malan Bacai Sanhá agradeceu o apoio prestado pelo Brasil para a consolidação do Estado Democrático de Direito no país e no plano bi e multilateral, nomeadamente através de organismos internacionais como a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), o Foro de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul (IBAS); e a Configuração para Guiné-Bissau da Comissão de Construção da Paz das Nações Unidas, cuja Presidência tem sido exercida pelo Brasil desde dezembro de 2007.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *