Relações Exteriores

Oriente Médio
02/08/2012
Terrorismo
05/08/2012

Fronteira de Israel com o Líbano em alerta permane

Fronteira de Israel com o Líbano em alerta permanente

Metulla é uma simpática cidade arborizada e cheia de jardins com pouco mais de 1,5 mil habitantes que está localizada entre as cidades bíblicas de Dã, Abel Bet-Maaca, e Ijom, no norte de Israel, fronteira com o Líbano.

Dali é possível visualizar as bandeiras do Líbano e do Hezbollah, que controla o sul daquele país.

Tropas das Nações Unidas percorrem os pouco mais de 1 km de fronteiras para garantir o cessar-

fogo que desde 2006 é respeitado pela milícia libanesa com um e outro incidente minimizado pela ONU.

No início do ano, Israel decidiu construir um muro para proteger a população civil que está exposta aos franco atiradores do outro lado. Recentemente, crianças numa creche foram ameaçadas por milicianos do Hezbollah que portavam AK-47 apontadas, num típico gesto de coação.

Por segurança, os vidros da instituição foram blindados e o parquinho das crianças colocado ao lado do refúgio para onde as pessoas correm sempre que os alarmes soam em Israel. Já é algo que pertence à paisagem do lugar.

O muro que pretende proteger o vilarejo terá entre 5 e 7 metros e vai de Metulla, em Israel, até Kila, no Líbano.

Um coronel israelense afirmou que o número de incidentes ainda é grande com disparos que veem do lado libanês.

O Exército libanês não controla região.

Em 2006, na Guerra do Líbano, Metulla tronou-se uma cidade fantasma depois que 120 mísseis foram disparados contra o povoado.

De acordo com autoridades militares de Israel, uma cerca de segurança também será construída no sul, na fronteira com o Sinal, no Egito.

Por ali, entram todo tipo de contrabando, mas o que mais preocupa são as armas que desde o Irã e da Síria, acabam indo para o Hezbollah.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *