Brasília, 22 de fevereiro de 2019 - 04h28

Política

12 de janeiro de 2017
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - O futuro Secretário de Estado dos Estados Unidos, o empresário Rex Tillerson, defendeu nesta quarta-feira, 11, que Washington mantenha o embargo econômico contra Cuba, instituído em 1962 e que vinha sendo lentamente flexibilizado, principalmente na gestão de Barack Obama.



Tillerson afirmou que recomendará ao presidente eleito Donald Trump vetar qualquer legislação que busque levantar o bloqueio econômico contra a Ilha. Ele revelou ainda que Trump revisará todos os acordos firmados entre os Estados Unidos e Cuba desde 2014 quando Obama e Castro decidiram iniciar o processo de normalização das relações bilaterais.



De acordo com o futuro chefe da diplomacia norte-americana, Donald Trump também não pretende aprovar nenhum projeto de lei cancelando a proibição de cidadãos norte-americanos de viajarem para Cuba.



Rex Tillerson afirmou ainda que os Estados Unidos irão analisar cuidadosamente os critérios adotados para que Cuba fosse retirada da lista de países que patrocinam o terrorismo, para determinar “se essa eliminação foi apropriada”.



A política de longo prazo da administração Trump em relação a Cuba somente será definida após a revisão dos acordos que permitiram a reaproximação diplomática entre os dois países, assegurou o futuro Secretário de Estado.