Brasília, 18 de julho de 2019 - 02h53

Integração

12 de janeiro de 2005 - 11:40:00
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Criado nos anos 70, o Projeto Rondon perdeu fôlego e caiu no esquecimento. Por puro preconceito, pois era um projeto idealizado pelo governo militar, embora os benefà­cios para as populações que vivem á margem de qualquer presença do Estado, tenham sido sempre muito positivas.

A nova versão do Projeto Rondon começou a ser definida na gestão de José Viegas e será implantada a partir do próximo sábado, dia 15, quando cerca de 200 universitários e professores de vários estados, estarão se deslocando para o Amazonas.

O lançamento oficial será no dia 19, em Tabatinga, na fronteira com a Colômbia, e contará com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do vice-presidente e ministro da Defesa, José Alencar. Está previsto um encontro do presidente Lula com o colega colombiano àlvaro Uribe.

Durante três dias, eles receberão treinamento sobre a vida na selva, que serão ministrados pelos oficiais do 1º Batalhão de Infantaria de Selva [1° BIS] e do Centro de Instrução de Guerra na Selva [CIGS], sediados em Manaus.

Em seguida, o grupo será dividido em grupos de cinco integrantes que visitarão 13 municà­pios da aamazônia ocidental, onde realizarão um diagnóstico das principais carências das populações.

Segundo o Ministério da Defesa, os grupos visitarão as cidades de São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga, Tefé, Yauarete, Maturacá, Benjamim Constant, Atalaia do Norte, Santo Antônio do Iça, Carauari, Eurinepé, Fonte Boa, Coari e Santa Isabel do Rio Negro.

Além do treinamento e das palestras, os ‘rondonistas’ também deverão visitar o Instituto de Pesquisa na Amazônia [INPA], a Embrapa, e o Sistema de Proteção da Amazônia [SIPAM].