Senado quer ouvir blogueira cubana em Brasília
24/09/2009
Comunicado Unasul sobre crise em Honduras
24/09/2009

Honduras respeitará embaixada brasileira

Honduras respeitará embaixada brasileira

O presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, afirmou que vai respeitar a soberania brasileira e não atacará a embaixada do país em Tegucigalpa onde o presidente deposto Manuel Zelaya está refugiado há três dias.

Micheletti explicou que o Brasil precis definir o status de Zelaya e se ele não for um asilado político, deve ser entregue à Justiça de Honduras.

Nos Estados Unidos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta um encontro com Barack Obama para buscar uma saída para o impasse.

Lula sabe que somente os Estados Unidos podem exercer pressão suficiente para que Zelaya seja recolocado na presidência do país.

Ocorre que o governo norte-americano não simpatiza com o esquerdismo bolivarianista de Zelaya e prefere fazer cara de paisagem diante dos apelos que recebe todos os dias.

Nesta quinta-feira, o porta-voz da presidência da República, Marcelo Baumbach, afirmou que Manuel Zelaya ficará abrigado na embaixada brasileira por tempo indeterminado.

Segundo ele, “é claro que o presidente Zelaya ficará na embaixada brasileira o quanto for necessário para que se resolva a situação. O Brasil deu abrigo para o presidente Zelaya, ele corre o risco de ser preso ao sair da embaixada.”

De acordo com o ministério das Relações Exteriores, pelo menos 100 pessoas entre familiares e simpatizantes estão com Zelaya na embaixada.

Marcelo Baumbach explicou que o presidente Lula desautorizou o uso da embaixada do Brasil para “conchavos políticos”. Ele disse ainda que o governo brasileiro acredita numa solução negociada para a crise.

O porta-voz confirmou que o presidente Lula discutirá a crise hondurenha com o líder venezuelano Hugo Chávez, na Ilha Margarita, na Venezuela, neste final de semana. Os dois participam da Cupula América do Sul – África e depois têm reunião de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *