Brasília, 07 de dezembro de 2019 - 01h44
Inaugurada base integrada do Grupamento Especial de Fronteira em Cruzeiro do Sul

Inaugurada base integrada do Grupamento Especial de Fronteira em Cruzeiro do Sul

25 de novembro de 2019 - 17:44:22
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, inaugurou em Cruzeiro do Sul (AC), na segunda-feira, 18, a base integrada do Grupamento Especial de Fronteira (Gefron). Para o ministro, o Acre é estratégico em vários aspectos, em especial no âmbito da segurança pública por ser região de fronteira, que acaba sendo utilizada para cometimento de crimes como tráfico de drogas e contrabando.

Segundo ele, “o governo federal tem uma política de melhoria da vigilância das fronteiras, a partir da integração das forças de segurança pública”. O Ministério da Justiça e Segurança Pública tem projetos estratégicos de atuação nessa temática, como o VIGIA e a instalação de centros integrados de operações de fronteiras.

O VIGIA é programa desenvolvido a partir das diretrizes do governo federal de combate ao crime organizado, à corrupção e aos crimes violentos, especialmente para impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras do país, em parceria com as forças policiais estaduais.

“Tem como carro-chefe a Operação Hórus, já iniciada em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná, com excelentes resultados”, explicou Rosalvo Franco, secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça.

Antes da inauguração do Gefron, o ministro participou, em Rio Branco, da entrega de 127 viaturas e equipamentos para serem utilizados pelas forças de segurança do estado. Os carros servirão à Polícia Civil, à Polícia Militar, Batalhão de Operações Especiais da PM, ao Corpo de Bombeiros e ao Grupo Especial de Fronteiras, o Gefron. Os equipamentos e carros foram adquiridos com recursos federais, no valor de R$ 15 milhões, oriundos de emendas parlamentares.

O secretário nacional de Segurança Pública afirmou, durante a entrega, que o Ministério da Justiça irá aportar recursos para a instalação de pontos de internet nas delegacias da Polícia Civil e batalhões da Polícia Militar, a fim de melhorar a comunicação com o restante do país para troca de dados.