Defesa

Economia Regional
18/01/2017
Tecnologia de Defesa
18/01/2017

Negócios

Indústria de Defesa do Brasil participará da IDEX 2017 nos Emirados Árabes

Brasília – Pelo menos 18 empresas do setor Defesa do Brasil participarão da International Defense Exhibition and Conference (IDEX 2017) a ser realizada entre 19 e 23 de fevereiro em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A participação da indústria de Defesa brasileira no evento tem a coordenação da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) e o apoio da Apex-Brasil, vinculada ao Itamaraty, e do ministério da Defesa.

De acordo com a ABIMDE, o setor pretende expandir sua presença no mercado do Oriente Médio. Na década de 1980, o Brasil chegou a ser o 5º exportador de material bélico do mundo e um dos principais destinos eram os países árabes. A IDEX 2017 é uma das mais importantes feiras de Defesa daquela região.

Ainda segundo a ABIMDE, o evento é realizado a cada dois anos, constituindo-se em uma grande oportunidade para as empresas nacionais apresentarem produtos e serviços de Defesa em um mercado marcado por grande número de conflitos civis e militares, como é o caso do Oriente Médio.

“As empresas nacionais buscam expandir a presença nessa região, valendo-se da neutralidade brasileira nos conflitos e da conhecida reputação de fornecedoras qualificadas”, informa a ABIMDE em nota.

Somente na edição de 2015, a IDEX reuniu mais de 1.200 expositores, recebeu mais de 100 mil visitantes e gerou negócios da ordem de US$ 5 bilhões. Estarão em Abu Dhabi alguns dos principais produtos e serviços que as associadas ABIMDE apresentarão no Pavilhão brasileiro:

A.S. Avionics Service: modernização aviônica, simuladores, VANTs, serviços de engenharia e desenvolvimento de produtos;

Akaer Engenharia: optrônicos;

Altave: balão de monitoramento;

Atech: sistemas de comando e controle; sistemas de combate; simuladores;

BCA: proteção balística pessoal; blindagem de automóveis, veículos militares, embarcações e aeronaves;

CBC: amostras de munições militares (armas curtas, rifles e médio calibre);

Cecil: matéria-prima e componentes para indústria de munições;

Condor: munições e granadas não-letais; sprays de pimenta; lançadores e dispositivo elétrico incapacitante (SPARK) e pirotécnicos de sinalização e salvatagem;

Domus: abrigos sustentáveis;

Emgepron: Munições de grande calibre e embarcações militares;

Fly Sistemas: Equipamentos óticos;

Forjas Taurus: armamentos diversos;

Gespi: Arma Leve Anti-Carro (ALAC); foguete de treinamento;

IACIT: bloqueador de drones e celulares;

Índios Pirotecnia: armamento não-letal e sinalizadores náuticos;

M&K: logística para produtos militares;

Safety Wall: soluções em blindagem;

Smart Power: soluções para o mercado de defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *