Brasília, 20 de novembro de 2019 - 08h27
Indústria de Santa Catarina poderá fornecer ao SISFRON

Indústria de Santa Catarina poderá fornecer ao SISFRON

04 de novembro de 2019 - 13:47:59
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília - O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON), programa desenvolvido e implementado pelo Exército para a proteção de 16,8 mil quilômetros de fronteiras, abre possibilidade para a indústria catarinense fornecer produtos e serviços. Em reunião do Comitê da Indústria de Defesa da FIESC (Comdefesa), na quinta-feira, 24, em Florianópolis, o general Sergio Luiz Goulart Duarte, explicou detalhes do programa para representantes de indústrias e instituições de ensino do estado.

Entre os produtos destacam-se óculos de visão noturna, radares, rádio de campanha, embarcações, satélites, veículos, software, câmeras de longo alcance, drones, soluções em energias renováveis e obras de engenharia.

O SISFRON conta com um orçamento de R$ 12 bilhões e é um dos programas do Exército para nacionalizar a aquisição das demandas da instituição. “Sem uma certa autonomia e independência não conseguimos fazer defesa. Enfatizo minha esperança na indústria nacional”, afirmou o general.

Ele explicou que o projeto piloto do SISFRON está em fase final de desenvolvimento na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Mas em breve iniciará a expansão, inclusive, com a implantação em Santa Catarina, na cidade de São Miguel do Oeste. No total, 570 municípios e 11 estados serão contemplados pela iniciativa.

“A experiência obtida no projeto piloto reforça a confiança na capacidade da indústria brasileira em desenvolver grande parte das soluções”, afirmou. Já o empresário Cesar Olsen, presidente do Comdefesa, lembrou que não há defesa nacional sem a participação da indústria local.