Brasília, 30 de setembro de 2020 - 04h11
Industriais da Argentina e Brasil comprometem-se com o MERCOSUL

Industriais da Argentina e Brasil comprometem-se com o MERCOSUL

27 de julho de 2020 - 13:52:28
por: Marcelo Rech
Compartilhar notícia:

Brasília – Na semana passada, a União Industrial Argentina (UIA) participou de uma videoconferência em conjunto com a Confederação Nacional da Indústria do Brasil (CNI), na qual ambas as entidades concordaram com a necessidade de promover e fortalecer o MERCOSUL.

Em comunicado, a UIA destacou que "em um contexto global marcado pelas consequências socioeconômicas da pandemia, eles (as entidades) afirmaram que o papel do setor industrial será fundamental para a criação de empregos, aumento da produtividade, fortalecimento da competitividade e reativação econômica regional".

Nesse sentido, destacou-se a necessidade de fortalecer o MERCOSUL para promover o desenvolvimento de investimentos produtivos e a geração de empregos com o maior valor agregado possível na região. Um dos principais objetivos desse duplo fortalecimento é a consolidação do bloco como plataforma que permite promover e projetar os produtos da região para diferentes mercados mundo afora.

Além disso, a UIA e a CNI concordaram em aprimorar o papel do Conselho Empresarial Brasil-Argentina (Cembrar) no contexto da pandemia e na transição para uma nova normalidade.

Para tanto, foram analisadas questões da agenda bilateral, tais como a necessidade de se avançar na integração produtiva e nas cadeias de valor regionais, a evolução das negociações internacionais em andamento, a situação atual da Tarifa Externa Comum, a importância da convergência regulatória e alternativas para a facilitação do comércio regional, entre outros.

Os representantes das duas entidades também analisaram as medidas adotadas nos dois países para mitigar o impacto da emergência sanitária na produção e no emprego.

Ficou acertado que equipes técnicas de ambas as instituições continuarão trabalhando nas questões levantadas com vistas à nova reunião que ocorrerá em agosto e incluirá o restante das entidades industriais do MERCOSUL.