Brasil

Diplomacia
10/04/2016
Diplomacia
10/04/2016

Lava Jato

Investigada, brasileira Odebrecht deixará o Peru

Brasília – A construtora brasileira, investigada por supostos pagamentos de proprina a funcionários em diversos governos, anunciou na segunda-feira, 4, que deixará o Peru. A empresa venderá 100% da sua participação em um megaprojeto de transporte de gás. A decisão ocorre no momento em que a Odebrecht é investigada no Brasil e no Peru simultaneamente.

Em comunicado ao mercado, a empresa informa que “a Odebrecht Latininvest – braço de investimentos da brasileira na América Latina – está vendendo 100% de suas ações na concessão do Gasoduto do Sul do Peru (GSP). Já demos o mandato aos bancos para que assim procedam”.

Também ficou decidida a venda de 55% do total de suas ações aos sócios no projeto, a espanhola Enegás e a peruana Graña y Montero. No entanto, a operação ainda não tem data para ser concluída. Até o momento, a empresa europeia controla 25% e a peruana, 20%. Há cerca de duas semanas, a Enegás assumiu a gerência-geral do projeto, no lugar da Odebrecht, com o objetivo de salvaguardar o GSP.

O custo do projeto é estimado em US$ 5 bilhões, é o maior em execução no Peru e consiste na construção de um gasuduto desde Camisea, em Cuzco, até o Pacífico, num trajeto de 1.134 km. Além disso, o consórcio solicitou US$ 4.2 bilhões em financiamento junto a 15 bancos, soma que deveria ter sido liberada no ano passado, mas que foi retida justamente por conta das denúncias contra a Odebrecht e o seu presidente Marcelo Odebrecht, preso desde junho de 2015 e já condenado a 19 anos de prisão por corrupção. A Odebrecht informou ainda que pretende vender ativos de cerca de US$ 3.3 bilhões.

No Peru, uma Comissão do Congresso investiga denúncias contra a empresa que, segundo informe preliminar da Polícia Federal, teria pago cerca de US$ 3 milhões em suborno ao presidente Ollanta Humala, que chegou a convocar o embaixador do Brasil em Lima para negar o fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *