Relações Exteriores

Brasil e México firmam regime de soluca
19/05/2006
Indústria automobilística preocupada com acordos
23/05/2006

Estabilização do Haiti

Investimentos no Haiti serão definidos em Brasília

No dia 23, 17 países e 11 organizações internacionais se reúnem em Brasília para a Reunião Internacional de Alto Nível sobre investimentos no Haiti. Segundo o Itamaraty, o encontro reúne os chamados países doadores Brasil, Chile, Estados Unidos, França e Canadá.

Durante a reunião em Brasília, diplomatas brasileiros e estrangeiros vão tentar prorrogar por mais 18 meses o trabalho do grupo de cooperação responsável pelo plano de ação e uso de recursos em projetos de recuperação do Haiti.

O grupo é integrado por representantes de organizações internacionais e dos países que acompanham os projetos em execução. Além disso, um dos objetivos do encontro é a agilização para se liberar recursos, coincidindo com a primeira fase do novo governo recém empossado de René Préval.

O subsecretário-geral de Cooperação e Comunidades Brasileiras no Exterior, embaixador Ruy Nogueira, afirmou que o governo do Haiti não pode ficar sem esse apoio orçamentário. Segundo ele, “o orçamento do Haiti é bancado, em grande parte, pelos recursos de cooperação internacional”.

Ruy Nogueira explicou que no encontro será discutida a ampliação no aporte de recursos para o Haiti. Também estão previstos a assinatura de quatro acordos em favor do Haiti: entre Brasil e Argentina para o Desenvolvimento de Ações Conjuntas de Cooperação Técnica; entre o Brasil e o Banco Mundial para implementação da segunda fase da Programa de Merenda Escolar; de cooperação técnica entre Brasil e a Organização dos Estados Americanos (OEA) e ajustes ao acordo de cooperação técnica entre Brasil e Canadá para implementar o projeto “Aprimoramento do Programa Haitiano de Imunizações”.

Em junho de 2004, foi realizada a primeira Reunião Internacional de Alto Nível sobre o Haiti, em Washington (EUA). Os países que participaram da reunião assumiram o compromisso de aumentar a cooperação econômica, financeira e técnica com o Haiti.

Segundo Ruy Nogueira, US$ 1,85 bilhão em recursos foi disponibilizado para o país. Cerca de 90% desse total já foi desembolsado. “O quadro de cooperação interino tem a sua vigência até setembro deste ano e, com a eleição do novo governo do Haiti, o Brasil procurou liderar um movimento internacional no sentido de permitir ao novo governo, condições de por em prática o seu programa e ter assegurados os recursos para que as suas novas prioridades pudessem ser apoiadas financeiramente”, destacou.

Ele informou que na próxima semana, os representantes de países e organizações internacionais estarão em Brasília para discutir quais serão os próximos passos dos investimentos a parti da posse do presidente René Préval. Após o encontro de Brasília, a próxima reunião deverá ser em julho em Porto Príncipe, capital do Haiti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *