Brasília, 18 de novembro de 2018 - 13h33

Irã: o grande problema para o Brasil

06 de maio de 2010
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Prof. Dr. Fabio Pereira Ribeiro



O mundo pede uma resposta rápida sobre as ações nucleares do Irã, e o pior disso tudo está na posição estratégica que o Brasil toma sobre as ações.



Para diversos analistas de relações internacionais, e também agências de inteligência, a postura brasileira pode ter fundamentos energéticos, mas ao mesmo tempo tenciona de forma involuntária um suporte perigoso e nada confiável sobre questões de conflitos e uso de equipamentos nucleares para fins terroristas, sem o Brasil perceber que alimentou tudo isso.



O pior de tudo é perder alinhamento com países, por mais realistas que sejam, em função das ligações estratégicas que são feitas com o Irã.



O contexto é muito complicado, mas a posição brasileira sobre o Irā poderá ditar no futuro uma percepção muito complexa da inserção brasileira no Conselho de Segurança, e também colocar o Brasil em xeque sobre suas posições em questões nucleares e de defesa.



A agência fiscalizadora da ONU sobre questões nucleares solicita uma integração dos países signatários para que exerçam pressão sobre as atitudes e posições do Irã sobre a questão, principalmente na abertura total para controle da produção nuclear.



E o Brasil como fica nesta situação? Muda de posição e exerce pressão? Ou mantém “diplomaticamente” uma posição cega?



As grandes potências pedem duras sanções ao Irã, e muito disso poderá  respingar no Brasil.



O Irã, para a grande maioria dos países perdeu o respeito, tentar diálogos com eles é infrutífero, e a posição do presidente Mahmoud Ahmadinejad é bem complexa e beira a sandice ou a piadas sem graças, como a última de que Osama Bin Laden estaria em Washington.



A própria Chefia de Estado americana tratou como uma grande brincadeira de mal gosto.



O Irã tem visitado diversos países membros não permanentes do Conselho de Segurança para tentar alinhamento, mas no momento ninguém quer arriscar sobre a possível boa ou má fé iraniana.



Aí está o problema, o quanto existe de realidade, certeza ou loucura no futuro nuclear do Irã, e o pior, o Brasil está em uma posição muito complexa sobre isso.



O Professor Doutor Fabio Pereira Ribeiro é Diretor de Marketing e Relações Internacionais da Unimonte. Coordenador do MBA em Relações Internacionais da Unimonte. Especialista em Inteligência Estratégica e Conflitos Internacionais.

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...