Brasília, 15 de novembro de 2018 - 05h24

Derrota

17 de abril de 2005
por: InfoRel
Compartilhar notícia:
Itamaraty critica exclusão de embaixador brasileiro da eleição na OMC
O ministro Celso Amorim vinha afirmando a algum tempo que as eleições para o cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio precisavam ser mais transparentes e criticou as prévias que acabaram por excluir o nome do embaixador brasileiro Luiz Felipe de Seixas Côrrea.

O Brasil não conseguiu sequer construir um consenso no âmbito do Mercosul. Amorim sempre foi um crà­tico ácido do candidato uruguaio Perez Del Castillo.

Na visita que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou por ocasião da posse do presidente uruguaio Tabaré Vazquez, o assunto foi tratado, mas os uruguaios não admitiram retirar o nome de Castillo.

Quando esteve no Brasil, há 15 dias, Vazquez voltou a ser pressionado, mas resistiu e quem acabou caindo foi Seixas Côrrea. Para a Argentina, a candidatura brasileira era tardia. Muitos diplomatas brasileiros acabaram concordando.

Segundo o Itamaraty, a candidatura de Côrrea tinha o propósito de contribuir com a construção de um consenso no âmbito da OMC.
Com a fracassada candidatura de Seixas Côrrea, tudo indica que o candidato europeu com apoio dos Estados Unidos, Pascal Lamy, deverá ser confirmado no cargo.

Com isso, fracassaria também as articulações para que a organização tivesse um diretor-geral representante dos paà­ses em desenvolvimento.
Em nota oficial, o Ministério das Relações Exteriores afirma que o Brasil obteve apoios importantes em todas as regiões.

“Somos profundamente gratos aos paà­ses que partilharam a nossa visão e nos honraram com o seu apoio. O Brasil se sentiu fortalecido pela confiança que mereceu”, diz a nota.

Por outro lado, a exclusão de Seixas Côrrea e o seu pà­fio desempenho junto aos paà­ses sul-americanos, mostra que os esforços do Brasil por uma integração fà­sica de cunho fortemente polà­tico, também pode estar ameaçada.

O Brasil diverge dos métodos utilizados para a exclusão de seu embaixador, mas assegura que não irá contestá-los.
O Brasil pretende manter o trabalho para fortalecer o multilateralismo no plano comercial e assegurar que a Rodada de Doha seja concluà­da com a prioridade a ser dada ao desenvolvimento.

“Em particular, continuaremos a priorizar a plena integração do comércio agrà­cola nas normas multilaterais, especialmente o fim dos subsà­dios e outras formas de restrições protecionistas. Para tanto, seguiremos atuando em coordenação com o G-20 e outros grupos de paà­ses com interesses semelhantes”, finaliza a nota do Itamaraty.

Warning: pg_exec(): Query failed: ERROR: invalid input syntax for integer: "" LINE 1: SELECT * FROM inforel.categoria_noticias WHERE id = ''; ^ in /home/inforel/www/classes/categoria_noticias.php on line 104

Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/inforel/www/classes/categoria_noticias.php on line 106

Assuntos estratégicos

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...
Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Política Externa do novo governo desata críticas ao presidente eleito

Brasília – Os primeiros anúncios feitos pelo presidente da República...
CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

CREDN realizará audiência sobre a importância da Inteligência de Estado para o Brasil

Brasília – A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional...
Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...