Relações Exteriores

Congresso discute Inteligência nos grandes eventos
19/04/2012
Conflitos
22/04/2012

Ciência Sem Fronteira

Jovens de escolas públicas vão estudar em universidade espanhola

Brasília – Neste sábado, 21, um grupo de dez estudantes brasileiros de escolas públicas, selecionados pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), viaja rumo à Universidade de Salamanca, na Espanha, para estudar pelos próximos quatro anos.

É o terceiro grupo de brasileiros contemplados com bolsas no exterior pelo programa. Em 2013, partirá o último grupo, o que totalizará 40 estudantes.

O ano letivo na universidade espanhola começará em setembro, mas os brasileiros freqüentarão, antes, aulas de espanhol para obter proficiência no idioma.

A possibilidade de estudar em Salamanca é resultado de uma parceria firmada em 2010 entre aquela universidade e o ministério da Educação brasileiro.

De acordo com o MEC, a seleção dos candidatos tomou como base as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por estudantes oriundos de escolas públicas e de baixa renda que pleiteavam bolsas do ProUni.

Segundo Paula Branco de Mello, diretora de políticas e programas de graduação da Secretaria de Educação Superior, “os estudantes são classificados pelas notas, pelo mérito acadêmico. Este ano, o MEC deu prioridade a áreas de licenciatura como forma de incentivo à formação de professores.”

Para estudar na Espanha, os brasileiros recebem bolsa-permanência no valor de até 11,8 mil euros por ano (cerca de R$ 28,9 mil). Com ela, são custeados hospedagem, alimentação e, no recesso escolar de fim de ano, o deslocamento da Espanha para o Brasil e retorno.

Criada em 1218, a Universidade de Salamanca é a mais antiga instituição de ensino superior da Espanha e uma das mais antigas da Europa.

Tem hoje cerca de 30 mil alunos de países de língua espanhola e de outras nacionalidades em cursos de graduação e pós-graduação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *