Brasília, 15 de outubro de 2018 - 21H43

América do Sul

16 de maro de 2005
por: InfoRel
Recém eleito là­der do Partido dos Trabalhadores na Câmara, o deputado paraense Paulo Rocha, afirmou que as acusações de và­nculos polà­ticos e financeiros entre o PT e a Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia [Farc], não passam de mais uma denúncia vazia e um ataque infundado da oposição.

Em reportagem de capa desta semana, revista Veja denuncia as ligações ‘explosivas’ entre o Partido dos Trabalhadores e as Farc, sugerindo, sem provar, que o PT teria recebido cerca de US$ 5 milhões da guerrilha para a campanha eleitoral de 2002. “A própria revista admite que não há documentos que comprovem qualquer insinuação dessa natureza”, afirmou Paulo Rocha.

Ele reconheceu que no governo passado, representantes das Farc tentaram estabelecer contatos e até mesmo uma representação diplomática no Brasil, o que não foi aceito pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Também admite que parlamentares do partido tenham se reunido com o então ‘diplomata’ das Farc no Brasil, Olivério Medina, que chegou a ser preso em Foz do Iguaçu [PR].

Segundo Paulo Rocha, “encontros podem ter existido, mas não há nenhuma relação polà­tica e financeira com o PT”, garantiu.
Paulo Rocha não vê razões para a instalação de uma CPI sobre a denúncia, embora deputados e senadores da oposição estejam colhendo assinaturas para a abertura de uma investigação mista.

“A CPI é um instrumento sério e não pode ser banalizada a partir de uma denúncia vazia”, disse o deputado, afirmando que o PT não vai assinar nenhum pedido de CPI neste sentido.

Ainda em 2002, durante a campanha, o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva em comum acordo com a cúpula petista, distribuiu uma nota extensa sobre as especulações que haviam na época, sobre o recebimento de recursos financeiros vindos das Farc.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...