Brasília, 19 de outubro de 2018 - 00h54

Lula defende ajuda do Brasil aos países vizinhos

11 de agosto de 2010
por: InfoRel

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu em reunião com o colega salvadorenho Mauricio Funes, que “o Brasil tem o dever de ajudar países parceiros e vizinhos”.



Na avaliação de Lula, o desenvolvimento regional traz benefícios para o país.



“Em uma política comercial correta deve haver equilíbrio. O Brasil só ficará mais rico se os seus vizinhos tiverem uma economia mais desenvolvida. Quanto mais um país da América Latina crescer, mais o Brasil cresce”, afirmou.



Para o presidente, o Brasil não deve ter medo de ver seus parceiros fortalecidos.



Ele aproveitou para reforçar a política brasileira em relação ao Paraguai que inclui o financiamento de uma linha de transmissão de energia que vai pôr fim aos apagões em Assunção.



Lula acredita que esse é o melhor caminho para convencer os paraguaios que o Tratado de Itaipu é benéfico para os dois países.



Etanol



Lula voltou a defender a produção de etanol como alternativa econômica para El Salvador.



O Brasil busca uma forma de facilitar a entrada do biocombustível no mercado norte-americano.



Os Estados Unidos cobram taxa de US$ 0,54 por galão do etanol brasileiro.



Se o mesmo produto entrar via El Salvador, não há pagamento de taxa uma vez que o país é beneficiado por acordos comerciais.



Mauricio Funes afirmou que “quando se é de esquerda você tem que ter trabalho redobrado para conseguir a confiança dos empresários”.



Comércio



Mauricio Funes  e Lula participaram em São Paulo, do Encontro Empresarial Brasil – El Salvador, realizado na sede da Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP).



Esta foi a segunda visita oficial do presidente salvadorenho ao Brasil desde que assumiu o cargo em junho de 2009.



Os dois presidentes examinaram temas das agendas bilateral, como a intensificação da cooperação técnica entre os dois países, e regional, como a possibilidade de voltar a discutir um Acordo entre o MERCOSUL e o Sistema de Integração Centro-Americano (SICA) e o progresso das conversações sobre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos.



Na oportunidade, foram assinados, o Protocolo de Intenções para a Implantação do Centro de Formação Profissional Brasil-El Salvador; Ajustes Complementares ao Acordo de Cooperação bilateral em áreas como formação profissional, turismo, segurança pública, desenvolvimento social e saúde.



No ano passado, o intercâmbio comercial entre Brasil e El Salvador superou US$ 200 milhões, dos quais mais de US$ 190 milhões corresponderam a exportações brasileiras.



De janeiro a junho de 2010, as trocas bilaterais somam US$ 73,2 milhões.

Assuntos estratégicos

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Comunicado Conjunto dos Chanceleres da Espanha e do Brasil

Os chanceleres de Espanha, Josep Borrell, e do Brasil, Aloysio Nunes, mantiveram encontro de...
Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Declaração do G4 sobre a reforma do Conselho de Segurança da ONU

Em 25 de setembro de 2018, Sua Excelência a Senhora Sushma Swaraj, Ministra das...
Comunicado Conjunto do BRICS

Comunicado Conjunto do BRICS

Os Ministros das Relações Exteriores/Relações Internacionais do BRICS...