Diplomacia
21/09/2005
Estados Unidos
26/09/2005

Comunidade Sul-Americana

Lula destaca aumento das exportações brasileiras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva dedicou seu programa semanal de rádio à defesa da integração regional a partir da criação da Comunidade Sul-Americana de Nações, que terá sua primeira reunião presidencial em Brasília nos dias 28 e 29.

Segundo ele, “a criação da Comunidade Sul-Americana de Nações é quase que a unificação de procedimentos, da integração, de discussão do modelo de desenvolvimento, da discussão sobre as estradas, as ferrovias, as parcerias empresariais que nós queremos fazer na América do Sul. Isso significa desenvolvimento para todos os países”, afirmou.

Lula destacou ainda o crescimento das exportações brasileiras para os países da Amperica do Sul nso últimos 30 meses. De acordo com o presidente, esses números dobraram com um aumento de 98,4%.

“Estamos exportando produtos manufaturados – é telefone celular, é carro, autopeças – numa demonstração de que isso significa criar mais riqueza para o Brasil, criar mais riqueza para os países da América do Sul, gerar mais empregos no Brasil e gerar mais empregos lá também”.

O presidente reconheceu que é preciso melhorar as condições de infra-estrutura para que os países sul-americanos possam atrais mais comércio. Na sua opinião, é fundamental que os países tenham melhores aeroportos, portos e hidrovias que os liguem uns aos outros. Ele reafirmou que o Brasil trabalha para concretizar a integração sul-americana.

Como exemplo, citou a construção de uma rodovia ligando o Brasil ao Pacífico através do Chile e de um gasoduto em parceria com a Argentina, que vai gerar empregos e melhorar as exportações de ambos os países.

Além disso, exemplificou que a construção da BR-116, que liga Porto Alegre a Fortaleza e da BR-101 Sul que vai do Rio Grande do Sul a Santa Catarina, vão incrementar a integração sul-americana, pois facilitam o transporte dos produtos do Mercosul.

Brasil aposta na integração para aumentar o comércio entre sul-americanos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu programa semanal de rádio, afirmou que a importância da integração dos países da América do Sul, está nos benefícios que ela trará aos povos dos 12 países que deverão integrar a futura Comunidade Sul-Americana de Nações.

Ele acredita que a integração representará mais comércio entre os países sul-americanos. “Cada vez que a gente exporta um pouco mais, somos obrigados a produzir mais, produzindo mais aqui vamos ter mais empregos, mais salário, vamos poder comprar mais no comércio, o comércio vai fazer mais pedidos para as fábricas, as fábricas vão contratar mais gente e vender mais”, explicou o presidente.

Lula lembrou que o Brasil exporta um total de R$ 111 bilhões para todo o mundo e que as exportações para a América do Sul têm aumentado significativamente nos últimos três anos. De acordo com o ministério do Trabalho, nos últimos 33 meses foram criados 3,38 milhões de empregos com carteira assinada no país. Para o presidente, isso é resultado de uma política forte de integração regional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *