Opinião

Adesão da Venezuela ao Mercosul é aprovada
18/12/2008
Discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva,
19/12/2008

Lula: embargo dos Estados Unidos a Cuba é imoral

Lula: embargo dos Estados Unidos a Cuba é imoral

Nesta quinta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu em Brasília o presidente cubano Raúl Castro e a exemplo do que fez na reunião do Grupo do Rio em Salvador, voltou a defender o fim do bloqueio econômico norte-americano à ilha.

Segundo ele, “é fundamental que tenha fim esse embargo, que não tem sustentação política, ética e moral”. Para o governo brasileiro, o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, tem pela frente um desafio histórico de levantar um embargo que já completou 50 anos.

Nesta quarta-feira, 75 senadores e 215 deputados federais assinaram mensagem ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, pedindo o fim do bloqueio econômico a Cuba.

A carta foi entregue ao embaixador norte-americano em Brasília, Clifford Sobel. Na madrugada desta quinta-feira, o Senado aprovou a medida provisória que autoriza o Brasil a doar alimentos para Cuba, Haiti, Honduras e Jamaica, países afetados por furacões.

Para o senador senador João Pedro (PT-AM), a medida vai melhorar a situação do país, especialmente depois das inundações. Ele ponderou que “Cuba foi praticamente destruída pelos furacões, tempestades e inundações.

Irmão de Fidel Castro, Raúl assumiu o governo cubano em fevereiro e já promoveu uma série de mudanças no país. A exemplo do ex-líder, ele acredita na possibilidade de diálogo com a nova administração norte-americana.

Rául Castro agradeceu o apoio brasileiro e afirmou que países latino-americanos precisam ter voz própria no cenário internacional.

“Nós, latino-americanos, já somos maiores de idade e já podemos ter voz própria e dizer aos vizinhos do norte do continente, da Europa, da Ásia e ao mundo inteiro que podemos dar passos que conduzam a essa situação”, destacou.

Lula também assegurou ao colega que vai conversar com outros líderes para tratar do reingresso de Cuba na Organização dos Estados Americanos (OEA). O país foi expulso em 1962.

Após a assinatura de vários acordos nas áreas social e de comércio, o presidente brasileiro lembrou que as relações bilaterais não param de crescer. Atualmente, o comércio é de pouco mais de US$ 400 milhões.

Este ano Lula fez duas visitas a Cuba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *