Agenda

Política
08/04/2016
Política
08/04/2016

Economia

Macri irá a Cuba cobrar o pagamento de uma dívida de US$ 11 bilhões

Brasília – O presidente da Argentina, Mauricio Macri, irá a Cuba em abril com o objetivo de cobrar uma dívida que chega aos US$ 11 bilhões e de estreitar as relações políticas e comerciais entre os dois países.

A dívida foi contraída em 1973 pelo governo cubano e originalmente era de US$ 1,3 bilhão. Em 2003, o então presidente Nestor Kirchner propôs um desconto com a quitação de 75%, mas um acordo não chegou a ser assinado e o assunto foi simplesmente abandonado.

Na semana passada, a chanceler argentina Susana Malcorra esteve em Havana em reuniões com o ministro de Relações Exteriores, Bruno Rodríguez. Além da dívida, ela afirmou que a Argentina também está disposta a contribuir com os diálogos de paz entre Colômbia e as FARC.

O presidente argentino pretendia reunir-se com Raul Castro em 2 de abril, quando retornaria de Washington onde participou da Cúpula de Segurança Nuclear, em 31 de março. Ele também anunciará o nome do diplomata Ernesto Pfirter como novo embaixador argentino em Havana.

Macri pretende construir uma relação de confiança com o regime cubano. Ele sabe que as relações entre Cuba e Argentina durante os governos de Nestor e Cristina foram marcadas pelo alinhamento ideológico. Agora, quer uma relação mais pragmática e que inclua diversos temas como comércio e cooperação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *