Tríplice Fronteira
08/07/2005
Eixo do Mal
08/07/2005

UNICEF

Madri discute direitos de crianças indígenas na América Latina

Os direitos de crianças e adolescentes indígenas na América Latina são o tema principal do Encontro Ibero-americano sobre Direitos da Infância e Adolescência Indígena, que acontece em Madri.

Jovens indígenas de 17 países da América Latina, especialistas internacionais e membros do Fórum Permanente de Questões Indígenas das Nações Unidas estão reunidos na capital espanhola com o objetivo de inserir o tema na agenda da Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo.

Os participantes do encontro pretendem chamar a atenção dos líderes políticos para a discriminação e exclusão sofrida por meninos e meninas indígenas na América Latina, buscar soluções para os direitos das crianças à vida, à saúde, à nutrição e à educação adequada a sua cultura.

Quatro jovens brasileiros, de origem Wanano, Baré, Tikuna e Guarani, participam do evento que termina nesta sexta-feira, em Madri. Eles integram ou já integraram projetos apoiados pelo UNICEF no Brasil e têm idade entre 15 e 23 anos.

São jovens de São Paulo, São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga, no Amazonas e foram escolhidos por participarem ativamente da luta pelo reconhecimento dos direitos indígenas no Brasil.

Participam também do encontro dois representantes adultos do movimento indígena brasileiro, da Coordenação de Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira [Coiab] e da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro [Foirn].

A delegação nacional será acompanhada pelo Oficial de Projetos do UNICEF Marcelo Mazzoli, que trabalha no escritório do UNICEF para a Região Norte, em Belém, e é especialista em Educação Indígena.

O encontro é organizado pelo Escritório Regional do UNICEF para a América Latina e o Caribe, pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional e o Comitê Espanhol para o UNICEF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *