Defesa

Exército recupera parte da Capacidade Operacional
25/02/2014
FAB formará pilotos aeronavais em avião multimotor
25/02/2014

Monitoramento

Marinha quer 25 sistemas aéreos não tripulados até 2030

Brasília – A Marinha está testando o Scan Eagle e pretende contar com pelo menos 25 sistemas aéreos não tripulados até 2030. Após tentar algumas opções israelenses em 2013 e trabalhar com o S-100 CAMCOPTER austríaco, a Marinha testou na última terça-feira, 18, o Scan Eagle na costa do Rio de Janeiro a bordo do OPV P-121 “Apa”.

O sistema de veículos aéreos é desenvolvido pela Insitu, uma subsidiária da Boeing desde 2008, que também produz o Night Eagle e o Integrator Blackjack RQ-21 que irá equipar os fuzileiros navais e o Exército holandês.

Este VANT está em operação pelas Forças Armadas da Austrália, Canadá, Japão, Polônia, Tunísia e Reino Unido. Na América do Sul, o primeiro a utilizá-lo é a Colômbia. O Irã utiliza o Yasir, uma versão nacional que é praticamente cópia do Scan Eagle.

Até 2030, a Marina espera contar com pelo menos 25 destes VANTs com centros de comando e controle, antenas e outros dispositivos de localização, sistemas que, em princípio, serão usados exclusivamente com fins de detecção.

Por outro lado, os Fuzileiros Navais já utilizam um mini VANT nacional denominado Carcará, sendo a primeira unidade militar em introduzir este sistema, antes da FAB receber o Elbit Hermes 450 ou o Exército desenvolver projetos com o grupo Flight Solutions.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *