Brasília, 13 de dezembro de 2018 - 07h50

Acordo de Viña del Mar

15 de outubro de 2012
por: InfoRel
Compartilhar notícia:

Brasília - Entre 15 e 19 de outubro, será realizada a XIX Reunião do Comitê do Acordo Latino-Americano sobre Controle de Navios pelo Estado Reitor do Porto, também chamado de Acordo de Viña del Mar, nome pelo qual é conhecido em todo o mundo. 



O evento conta com a participação de doze países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, Guatemala, Panamá, Peru, República Dominicana e Uruguai. Também estarão presentes, representantes do Memorando de Entendimento do Mar Negro (BLACK SEA MOU) e do Memorando de Entendimento Equasis (EQUASIS MOU).



A cerimônia de abertura será presidida pelo Almirante-de-Esquadra Gilberto Max Roffé Hirschfeld, Diretor-Geral de Navegação, representando a Autoridade Marítima Brasileira. As reuniões de trabalho serão presididas pelo Vice-Almirante Ilques Barbosa Junior, Diretor de Portos e Costas.



O referido Acordo foi celebrado na cidade de Viña del Mar, no Chile, em 1992, pela Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, México, Panamá, Peru, Uruguai e Venezuela, passando a fazer parte, posteriormente, Bolívia, Cuba, Guatemala, Honduras e República Dominicana, perfazendo um total de quinze países.



A Secretaria do Acordo de Viña del Mar está situada em Buenos Aires, na Argentina, na sede da Prefeitura Naval, onde se encontra o Centro de Informações do Acordo Latino-americano (CIALA).



A principal finalidade do Acordo de Viña del Mar é estabelecer as bases para uma estreita colaboração entre as Autoridades Marítimas dos países membros, com o propósito de coordenar medidas de supervisão dos navios estrangeiros que visitam os seus portos.



Tais navios são fiscalizados, padronizando-se os procedimentos das inspeções que verificam o cumprimento dos requisitos estabelecidos nas Convenções, Códigos, Diretrizes, Resoluções e demais documentos pertinentes oriundos da Organização Marítima Internacional, visando à segurança da navegação, à preservação da vida humana e à prevenção da poluição ambiental, nos ambientes marítimos e fluviais.



De acordo com a Marinha do Brasil, durante sua vigência, o Acordo tem demonstrado a sua eficácia, mantendo um eficiente sistema de inspeção de embarcações, garantindo, sem discriminação de bandeiras, que os navios estrangeiros que visitam os portos dos países membros, cumpram as regras de segurança estabelecidas pela legislação nacional e internacional.



Desta forma, mantêm afastados das águas latino-americanas, os navios considerados deficientes, internacionalmente conhecidos como "substandards", reduzindo os riscos de incidentes e acidentes nas águas jurisdicionais dos países membros.

Assuntos estratégicos

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

Senado paraguaio posterga para 2019 análise de leis contra o crime organizado

O Senado do Paraguai postergou para março de 2019 a análise de três projetos de...
Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Paraná inaugura Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública

Na última terça-feira, 4, a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e o ministro...
Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasil defende aprovação de lei que congela bens de terroristas

Brasília – O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta...
Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Paraguai intensifica combate a grupos criminosos do Brasil

Brasília - O governo do Paraguai intensificou o combate das ramificações das...
Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Radares aéreos são instalados para combater tráfico de droga e armas

Brasília - O Brasil vai instalar três radares aéreos para o controle de voos de...
Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Governo brasileiro oficializa extinção da binacional espacial criada com Ucrânia

Brasília - O governo brasileiro encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória...
ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

ABIN defende constitucionalização da Inteligência e alerta para ameaças

Brasília – O Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,...
Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Especialistas apoiam adesão do Brasil à Convenção Internacional contra o Terrorismo Nuclear

Brasília – Com cerca de 30 instalações nucleares e 3.000 fontes de...
Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasil firma acordo para facilitar exportação de alimentos para a China

Brasília - A Agência Brasileira de Promoção de Exportações...
Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Câmara de Comércio Árabe Brasileira quer trabalhar com governo do Brasil

Brasília – Apesar do anúncio feito pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, de...