Identidade Regional
25/02/2014
Vice-presidente da Colômbia renuncia à embaixada n
25/02/2014

Mundial de Futebol

MD apresenta esquema de Segurança e Defesa

Brasília – O esquema de segurança para a Copa do Mundo de 2014 foi apresentado às delegações das 32 equipes que participarão do torneio nesta quinta-feira, 20, durante o Seminário das Seleções realizado em Florianópolis (SC). Representantes dos órgãos envolvidos na proteção e defesa do país expuseram o planejamento e como será a execução das ações integradas ao longo do evento, que acontece entre 12 de junho e 12 de julho.

De acordo com o general Jamil Megid Júnior, assessor-especial para Grandes Eventos do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) do ministério da Defesa, “foi uma satisfação ver que os chefes de segurança das 32 equipes entenderam o nosso sistema e se mostraram confiantes com nossa preparação para recebê-los”.

Segundo ele, “dentro das funções atribuídas ao ministério da Defesa, temos foco especial em três áreas: defesa de estruturas estratégicas, força de contingência e prevenção e combate ao terrorismo. Estamos ativando 12 comandos regionais que vão atuar nas cidades-sede e Centros de Treinamento de Seleções, todos em contato com o Centro de Operações Permanente do MD em Brasília”.

Magid destacou que os treinamentos dos militares visando à defesa durante o Mundial ocorrem há dois anos e que, nos meses de abril e maio, haverá uma intensificação no preparo, principalmente com exercícios simulados e que reforcem a integração com os outros órgãos participantes do esquema de segurança do evento.

Investimento

O ministério da Defesa informou que os investimentos em equipamentos e qualificação de pessoal para a Copa do Mundo de 2014 somam R$ 1,9 bilhão. O total de agentes de segurança e militares envolvidos com o evento totalizam 150 mil homens.

Apenas a área de Defesa recebeu recursos da ordem de R$ 708 milhões e empregará 20 navios e 60 embarcações de pequeno porte para proteção do espaço marítimo e fluvial, e 48 aeronaves para o controle e salvaguarda do espaço aéreo.

Além disso, para garantir o fornecimento regular de serviços à população, bem como fiscalizar movimentações suspeitas em fronteiras, nos espaços aéreos ou marítimos, as Forças Armadas montaram um esquema de atuação em onze eixos estratégicos de defesa do Estado: Defesa Aeroespacial e Controle do Espaço Aéreo; Defesa de Estruturas Estratégicas; Defesa Marítima e Fluvial; Cooperação nas Fronteiras; Fiscalização de Explosivos; Segurança e Defesa Cibernética; Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear; Prevenção e Combate ao Terrorismo; Emprego de Helicóptero; Força de Contingência, e Segurança de Autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *