Brasil

Inteligência
18/07/2014
Cooperação
05/08/2014

Economia

MDIC assina acordos de cooperação com a China

Brasília – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, assinou nesta quinta-feira, 17, dois acordos de cooperação com autoridades chinesas. O primeiro deles é um memorando de entendimento entre o MDIC e a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China para promoção de investimento e cooperação industrial.

Pelo documento, as partes se comprometem a promover o investimento e a cooperação de empresas e instituições financeiras em áreas industriais dos dois países. O segundo ato, assinado em conjunto com o Ministério de Comércio da China, trata do aprofundamento da cooperação técnica em estatísticas comerciais.

Os memorandos de entendimento firmados pelo MDIC fazem parte da lista de 54 acordos assinados entre Brasil e China, nesta quinta-feira, durante visita de estado do presidente chinês, Xi Jinping, ao país. Os acordos para cooperação abrangem áreas como tecnologia, telecomunicação, sensoriamento remoto, defesa, energia, educação.

No setor financeiro, por exemplo, foram assinados acordos entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco de Desenvolvimento da China, o Export-Import Bank of China e a China Investment Corporation.

Economia mundial

Mauro Borges revelou que os ministros dos países que compõem o BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) veem com preocupação a lenta retomada da economia mundial, com prejuízos aos investimentos e ao fluxo de comércio.

"Especificamente, (os ministros) observam que as incertezas relacionadas ao crescimento econômico global e às respostas de política econômica dos países desenvolvidos podem levar ao aumento da volatilidade dos mercados financeiros e, neste sentido, provocar desdobramentos não desejáveis para a economia mundial", afirmou.

Os ministros destacaram que o sucesso da Reunião Ministerial de Bali, ocorrida em dezembro de 2013, contou com o apoio do BRICS em relação aos objetivos e os cronogramas que foram estabelecidos.

Em complemento, os ministros enfatizaram a necessidade da conclusão da Rodada Doha e se comprometeram a dedicar esforços para assegurar um programa de trabalho na OMC para fortalecer uma estrutura de comércio mais equilibrada, inclusiva e voltada para o desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *