México assume presidência da CELAC em cúpula esvaziada

O México assumiu, na semana passada, a presidência pro tempore da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) em cúpula esvaziada, sem a presença dos chefes de Estado e de Governo da região. A Bolívia, que presidia o mecanismo não compareceu, assim como o Brasil que também ignorou o evento.

De acordo com o chanceler mexicano Marcelo Ebrard, o país assumiu o comando da CELAC com duas prioridades: fazer com que o mecanismo se reúna e não tratar de temas que estão nas agendas da ONU, OEA e Grupo de Lima, ou seja, nada de Venezuela e sua crise na CELAC.

Apesar do esvaziamento, o México apresentou um documento de 14 pontos que pretende transformar a CELAC no principal e mais importante mecanismo de concertação política regional. Entre os temas que deverão ser priorizados está o lançamento de um satélite ainda neste ano, por meio de uma cooperação espacial.

Marcelo Rech – 13/01/2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *